Eventos e shows São Sebastião

Ki Fogo não comparece e escola do Topo protesta no Desfile da Campeã

Foto: André Santos/PMSS. Mestre Sala e Porta Bandeira da Ki fogo eram esperados, com a escola, ontem, no Desfile da Campeã

Prefeitura diz que presidente da Ki Fogo pediu cancelamento do Desfile da Campeã em razão de ameaças

 


Por Leonardo Rodrigues

A escola campeã do Carnaval 2018 em São Sebastião, Grêmio Recreativo Escola de Samba Ki Fogo faltou no Desfile da Apoteose, após a premiação, marcada para 21h, nessa terça-feira (13). A escola do Pontal da Cruz era esperada por ter conquistado o pentacampeonato este ano, que completa 40 anos de existência. Contudo, a ocasião deu lugar a Mocidade Independente da Topolândia, que com alguns integrantes vestidos de preto, desfilou ao som de seu samba enredo.

Rumores apontavam que a Ki Fogo teria desistido do desfile dessa terça, em razão de ameaças de outras escolas, como a da Mocidade. A própria Prefeitura de São Sebastião informa que recebeu um pedido oficial do presidente da Escola de Samba Ki-Fogo Pontal da Cruz, Willer Borges, solicitando o cancelamento do Desfile da Campeã em razão de os integrantes da escola estarem sendo ameaçados. A Prefeitura disponibilizou apoio da Guarda Civil Municipal, bem como da Polícia Militar, porém ainda sim, a agremiação optou por não desfilar. Quanto às punições cabe apurar junto à Associação Sebastianense de Entidades Carnavalescas (ASEC) responsável pelo cumprimento do regulamento existente.

O presidente de honra da Mocidade, Franciso Paulo Alves Silva, o Chicão, descartou a possibilidade de agressões por parte da escola. “Protestamos sim, mas com samba. Nos vestimos de preto por não concordar com o resultado e fizemos o que sabemos fazer de melhor: carnaval”, comenta.

O protesto da escola da Topolandia foi em razão do resultado da apuração, que segundo a escola não foi coerente, e acabou com um resultado injusto. “Em conversa com o secretário de Governo, o Luizão, ainda me coloquei a disposição para vir na frente da Ki Fogo para mostrar que não teria nenhum tipo de violência da nossa parte”, afirma Chicão.

Apesar do protesto pacífico, o resultado da apuração ainda deve ser discutido. “O que os presidente das escolas devem fazer é se unir e entrar com recurso”, considera. Sobre boatos que integrantes de sua escola teria feito ameaças a KI Fogo, Chicão afirma: “Quando as pessoas erram procuram jogar a culpa para alguém. Ficamos até as 5h da manhã, e não teve violência nenhuma. Fomos aplaudidos e houve ainda quem gritasse que éramos campeão”, brincou.

A Acadêmicos de São Francisco também promete questionar o resultado da apuração. A presidente da escola do Bairro, Elza Siqueira revela que já procurou advogado e promete entrar na Justiça. “Eles (Ki Fogo) fizeram um desfile bonito, mas levar 10 em Evolução e em Harmonia, depois de deixarem um buraco na Avenida de mais de 100 metros, após o carro deles terem quebrado, é complicado”, desabafa.

Segundo ela, é preciso questionar os critérios de avaliação. “Quando o carro deles quebrou chegaram a bater na cabine dos jurados. Não há nenhuma penalização por isso?”. Elza também afirma que um dos integrantes que pilotavam o carro alegórico da Ki Fogo, estava sem camisa e com garrafa de refrigerante ao lado. O que não é permitido pelo regulamento.

“Nós vimos, um dos motoristas do carro alegórico deles sem a camisa da agremiação e com uma garrafa de 600 ml de refrigerante. Não é possível não ter nenhuma penalização”, considera.

A reportagem procurou o presidente da Ki Fogo, Willer Borges, mas até o fechamento da matéria não houve retorno. À Prefeitura, Borges disse que a escola ganhou “esse presente” em seu aniversário de 40 anos. “Sempre copiei as escolas grandes como as do Rio de Janeiro e São Paulo, sempre lutei pelo Carnaval de São Sebastião. Agradeço a todos dessa comunidade pelo trabalho e dedicação. A vitória era esperada e agora é hora de comemorar”, disse.

Já o diretor da Ki-Fogo, Zildo Borges reconheceu que muita coisa não aconteceu como o esperado. “Tivemos muitos problemas esse ano. Temos um pessoal muito unido, escolhemos um tema complexo, mas fizemos tudo com muito profissionalismo. Acho que esse foi nosso grande diferencial”, acrescentou.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.