Gastronomia Ubatuba

Projeto Mergulho no Pirão representa culinária caiçara em festival de Monte Verde (MG)

Divulgação

Integrantes do Mergulho no Pirão já ministraram 39 pequenos cursos em escolas municipais, estaduais e particulares de Ubatuba 

 

O Projeto Mergulho no Pirão vai apresentar a história da alimentação de Ubatuba no 8° Festival Gastronômico de Monte Verde (MG), no dia 21 de outubro. 

Criado em 2016 pelo pesquisador e chef Heyttor Barsalini e pela pedagoga Isamara Gouvea, o projeto conta a trajetória da cidade e da cultura caiçara através dos hábitos alimentares e dos ciclos econômicos de 1.500 aos dias atuais.

Relativo à importância de participar da festividade, Barsalini explica que já participou do evento em 2016, contando a “História da Culinária Mineira”. Ele também falou sobre a relevância de expor a culinária caiçara em Monte Verde.

“Poder contar a trajetória da formação da cidade e do povo ubatubano, com todos os temperos que atravessaram gerações de caiçaras, será uma grata satisfação e realização, depois de toda a ampla pesquisa que realizei”, afirmou.

Azul Marinho – Os mentores da iniciativa irão palestrar um conteúdo que aborda diversos aspectos tais como: topografia, antropologia, economia e expressões artísticas da região, que são ligadas à culinária.

Além da demonstração teórica, haverá um ensinamento prático para os participantes de uma oficina gastronômica no festival. A proposta é ensinar a produzir um prato tradicional e símbolo de Ubatuba: o “Azul Marinho”.

Segundo o chef Barsalini, o Azul Marinho representa um período da história do caiçara e de Ubatuba, quando a cidade ficou, praticamente, isolada. O mestre da cozinha também disse quais serão os ingredientes.

“O prato será elaborado com banana verde, carapau, cebola, tomates do mato e cheiro verde. Será servido com farinha de mandioca, como acompanhamento, para que cada comensal prepare seu pirão, no prato, conforme o hábito dos caiçaras antigos.”


Festival – Resgatando a história, o Festival Gastronômico de Monte Verde, em sua 8° edição e com o título “Sabores e Saberes da Serra”, busca traçar um panorama da gastronomia e uma vitrine das regiões de serra e suas riquezas culturais.

O evento, que está sob a batuta da chef Sônia Kohen, proprietária do Villa Donna Bistrô, conta com mais de 25 estabelecimentos participantes, pratos criados exclusivamente para o festival e programação com diversas palestras, oficinas e aulas com chefs convidados e também da região de Minas.

O Mergulho no Pirão já ministrou 39 pequenos cursos em escolas municipais, estaduais e particulares de Ubatuba. Esteve presente, também, em eventos da localidade. No entanto, esta é a primeira vez que o projeto é visto fora do Litoral Norte de São Paulo.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.