Polícia São Sebastião

Polícia Civil esclarece homicídio em Toque Toque Pequeno

Foto: Google Maps. Imagem de satélite do bairro de Toque Toque Pequeno local do crime

Por Ivânio de Abreu

A Polícia Civil de Boiçucanga esclareceu um homicídio que ocorreu no bairro de Toque Toque Pequeno, Costa Sul de São Sebastião, nessa terça-feira (28). Em menos de 24h policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG), chefiados pelo investigador Ricardo Marques, obtiveram através da apuração dos fatos  que a vítima, José Cunha Junior, 43 anos, conhecido como “Zé do Queijo”, seria uma pessoa violenta e teria muitos problemas com familiares e vizinhos.

A vítima ficou internada quase um mês no hospital de São Sebastião, e na terça-feira, segundo apurado, sua esposa  A.D.P.C , 48 anos, e o filho B.P.C , 16 anos, teriam ido busca-lo e avisaram o cunhado (irmão da esposa) e um vizinho. Eles chegariam ao local dos fatos por volta de 20h e este seria o  momento para  executarem o crime.

O cunhado J.V.P, 30 anos, e o vizinho N.J.S, 35 anos, ficaram esperando escondidos, um deles saiu de trás de uma moita e deu o primeiro golpe com um pedaço de madeira na cabeça da vítima, que caiu, recebeu outro golpe e o  segundo executor deu três golpes na nuca da vítima com um facão. O facão chegou a quebrar ao meio. A esposa e o filho adolescente também foram acusados de coautoria.

Foto: Divulgação. Vítima morava há aproximadamente seis anos no município

Após as diligências, todos os envolvidos foram levados à presença da Autoridade Policial o Delegado Alexandre Bertolini , que indiciou as quatro pessoas envolvidas no crime,  sendo os autores :  J.V.P , 30 anos (Cunhado da vítima),  A.D.P.C , 48 anos (Esposa da vítima),  N.J.S, 35 anos (Vizinho)  e o adolescente  B.P.C 16 anos (Filho da vítima). Os quatro envolvidos confessaram suas participações no homicídio.

Segundo  Bertolini todos foram ouvidos e liberados, porém, solicitou  à justiça, a prisão dos 3 indiciados e a apreensão do menor.  “Eles apresentaram a arma do crime e as roupas utilizadas, não demonstraram qualquer periculosidade ou intenção de fugir”.

A  vítima, José Cunha Junior era natural de Rio Vermelho, Minas Gerais (MG) e estava na região há aproximadamente seis anos. De acordo com o delegado  existe a possibilidade de Junior ser autor de um homicídio. “Ainda estamos confirmando, mas parece que a vítima era autor de homicídio na cidade natal dele, ocorrido há cerca de 5 anos”.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.