Meio Ambiente Ubatuba

Mutirão agroflorestal em Ubatuba

Foto: Divulgação

Programação do Mutirão agroflorestal se estende até domingo (17)

Por Raell Nunes

Um mutirão agroflorestal, que será realizado no Quilombo da Fazenda, nesta sexta-feira (15), pode atrair turistas de Paraty (RJ) para a região norte de Ubatuba.

O evento relacionado ao meio ambiente visa somar forças para o desenvolvimento de sistemas agroflorestais – integrando técnicas tradicionais de plantio aos conceitos de agricultura em harmonia com a floresta atlântica.

Com a ação, potencializa-se a produção de alimentos limpos e saudáveis, sem prejudicar o ecossistema. Assim, a cultura do Quilombo da fazenda também é disseminada.

A programação do mutirão agroflorestal se estende até o domingo (17). Entre as atividades estão: almoço agroecológico, palestra sobre o tema, visita à floresta, troca de sementes e visita a cachoeira.

A cozinheira e moradora da comunidade do Quilombo da Fazenda, Dona Laura, pretende receber turistas, estudantes e pesquisadores. Ela prepara refeições tradicionais.

“Sou do Quilombo da Fazenda e estou fazendo uma agrofloresta para fortalecer a agroecologia aqui na região norte”, acrescenta.

Cozinheira do Quilombo da Fazenda, Dona Laura

Quilombo da Fazenda – A comunidade do Quilombo da Fazenda é reconhecida como remanescente desde 2005 pela Fundação Palmares.

O local tradicional é formado por diversas famílias que vivem no sertão da Praia da Fazenda, região da Picinguaba, costa norte de Ubatuba.

A comunidade tem em seu histórico de liderança importantes personalidades como o Zé Pedro, um dos mais antigos membros da comunidade, exímio contador de histórias e da memória quilombola, que se funde à historia da cidade.

Zé Pedro, um dos ícones do Quilombo da Fazenda

Dentro do Quilombo da Fazenda também há a Casa de Farinha.  Considerada um patrimônio histórico dentro do Núcleo Picinguaba do PESM, o antigo engenho de álcool e açúcar do século retrasado, foi reformado e adaptado em 1985 pela administração do Parque.

Atualmente, é utilizada pelos moradores do Quilombo da Fazenda e comunidades do entorno, para produção de farinha de mandioca. Neste local, o Zé Pedro conta histórias do passado, como a escravidão.

O Quilombo da Fazenda fica na entrada do Km 14 da rodovia Rio Santos.

 

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.