Meio Ambiente Ubatuba

Transmissores de doenças, pombos causam transtornos em Ubatuba

Vigilância Ambiental realiza a fiscalização e atendimento às denúncias relacionadas à infestação de pombos

Por Raell Nunes

Os pombos, conhecidos por ficarem em locais públicos, podem causar doenças aos seres humanos através das fezes, tais como criptococose, salmonelose, entre outras. Este fator vem incomodando os moradores da cidade.

Muitos pombos são atraídos pelos restos de comida, que algumas pessoas jogam aos animais. Moradora do Ipiranguinha, Viviane Chagas diz que seu vizinho, às vezes, joga pedaços de pães.

“Moro aqui há seis meses e isso sempre acontece pela manhã. Esses dias tinha coco no banco da minha moto em casa. Corri para limpar, passar álcool. As crianças podem adoecer”, revela.

No Centro da cidade, muitas vezes pela manhã, os pombos ficam nas imediações de padarias, restaurantes e comércios, que trabalham com comida.

Ivonildo de Oliveira já viu várias vezes pessoas, tanto moradores como turistas, alimentando os bichos. “Estão comendo um pão de queijo, ficam com dó e alimentam. É comum, vi muito”, acrescenta.

“Transmitem doenças, eu sei porque peguei uma bactéria de pombo. Quase morri”, conta Neura Camargo. Ela ainda diz que só não foi a óbito, pois descobriu a tempo o problema do enfermo.

Prefeitura – Segundo a Prefeitura de Ubatuba, a Vigilância Ambiental realiza a fiscalização e atendimento às denúncias relacionadas à infestação de pombos.

Conforme esclarece em nota, também promove orientações e atividades educativas relacionadas ao tema. Informa ainda que todas as denúncias e solicitações recebidas são atendidas regularmente e que não há nenhuma demanda pendente sobre pombos.

Denúncias podem ser encaminhadas para
rua Cunhambebe, 521, Centro, ou pelo telefone (12) 3832-6810.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.