Geral Ubatuba

Turistas reclamam de taxa “salgada” para entrar na Ilha Anchieta

Apesar do preço, visitantes dizem que o lugar é lindo e histórico

Por Raell Nunes

Alguns turistas que gostam de visitar as belezas naturais de Ubatuba estão se queixando dos preços dos ingressos – pagos aos monitores no desembarque de passageiros – para entrar num lugar histórico da região litorânea, a Ilha Anchieta.

Segundo depoimentos, o Parque Estadual é aconchegante, contém uma história muito interessante e uma bela conjuntura natural, com destaque para as praias tranquilas.

No entanto, turistas dizem que fica muito caro adentrar à ilha, uma vez que é preciso alugar um barco ou ir de escuna. Além de ter que arcar com o barco (de R$ 50 a R$ 70 por pessoa) é necessário pagar uma taxa de entrada de R$ 15.

“É meio salgado o preço. Se for eu, mais minha família, estamos em cinco pessoas. Dizem que o preço já foi R$ 13, 14, mas mesmo assim é caro. E olha que peguei uma escuna mais barata no Saco da Ribeira”, comenta Jorge Amaral, de Pouso Alegre (MG).

Outra reclamação constante é que no local paradisíaco não há lugar para comer, beber etc. “Você tem que levar, se não acaba passando fome”, diz Osmar Coelho, de São Paulo. Ele ainda falou que a localidade deveria ser privatizada, pois, na opinião dele, atenderia melhor.

Nas palavras de Lúcio Souza, de Barra Mansa (RJ), o passeio vale a pena, mas o preço de entrada pode prejudicar o turismo. “Em 2016 eu pagava R$ 12 e já achava caro. A ilha é bela e tem muita cultura, porém não acho bem administrada”, conclui.

Segundo a Fundação Florestal e o Sistema Ambiental Paulista, que é responsável pela Ilha Anchieta, os novos valores para o ingresso de visitante (R$ 15) respeita a portaria normativa FF/DE 123/2018. O órgão ainda diz que os preços estão valendo desde 12 de junho deste ano.

Conforme informa, a meia entrada é válida para estudantes legalmente identificados. Os menores de 12 anos, maiores de 60 e pessoas com deficiência são isentas de pagamento. Pesquisadores e instituições de ensino, devidamente autorizados pela Fundação Florestal, também não pagam entrada.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.