Esportes São Sebastião

Campeonato de Surfe em Maresias começa a todo vapor

Fotos: Ivânio de Abreu/TN. Surfistas arrebentão nas manobras no primeiro dia de baterias da Hang Loose São Sebastião Pro

Por Ivânio de Abreu

O campeonato de Surfe Hang Loose São Sebastião Pro, etapa Qs 3000, começou a todo vapor na Praia de Maresias, Costa Sul de São Sebastião, nessa manhã de quinta-feira (2). As disputas tiveram  70 surfistas competindo nas 24 baterias realizadas no primeiro dia.

A praia cheia foi embalada pelo forte sol e ondas incríveis, que foram de 3 à 5 pés chegando a aproximadamente 1 metro e meio. O mar estava favorável aos surfistas que não perderam a chance de arrebentar nas manobras. Os melhores desempenhos no primeiro dia foram dos surfistas José Francisco, o Fininho, que surfou o primeiro tubo do campeonato na sétima bateria, o catarinense Matheus Navarro e o ubatubense Weslley Dantas.

José Francisco recebeu notas 8,0 e 7,67 que totalizou incríveis 15,67 pontos. “Eu consegui achar um tubinho e as condições do mar, com esse vento terral ( é aquele vento que sopra da terra em direção ao mar, dando aquela sensação de spray para trás da onda) ,estão perfeitas para entubar”, disse Francisco.

O catarinense Matheus Navarro teve a melhor nota do dia 8,43, “depois de tanto tempo sem competir, chegar aqui e vencer a bateria com maior nota, me deixou muito contente”,  confessa Navarro

O  ubatubense Weslley Dantas, irmão mais jovem do top do CT, Wiggoly Dantas,  fez a melhor apresentação da segunda fase do campeonato com os 15,56 pontos das notas 8,33 e 7,23 que recebeu na sexta bateria, chegando perto do recorde de 15,67 pontos do paraibano José Francisco Fininho na primeira fase.

Weslley Dantas foi um dos melhores nas somatórias das notas na competição

“É incrível competir essa etapa do WQS, eu moro a duas horas daqui de Maresias, estou realizando um sonho, fiz um bom resultado agora, acabei de fazer a melhor somatória do dia, quero agradecer a Deus e meus patrocinadores”, disse Weslley animado.

Ele também analisou a disputa do irmão que terá pela frente John John Florence, na final do Mundial em Pipeline logo na primeira fase, “Realmente eu vejo os dois como grandes surfistas, eu acho que vai ser uma bateria muito interessante, até eu quero ver e espero que meu irmão ponha o John John no bolso”, confessa o surfista.

Outro surfista de Ubatuba foi Geovane Ferreira, 25 anos, que analisou a importância do campeonato, “É muito importante essa disputa ser aqui em Maresias, tem muitos atletas que não tem condições de competir no exterior, com certeza aqui, muitos vão ter bastante oportunidade de competir, por ser no Brasil”, disse Ferreira.

Odarci Nonato, 27 anos, surfista de São Sebastião também foi um dos participantes do campeonato e falou a sensação de estar disputando em Maresias, “Estou muito feliz, é uma oportunidade boa pra gente que é surfista local. É um dos eventos mais importantes do ano que eu estou competindo, gostaria que houvesse mais como este, aqui em Maresias”, confessou o sebastianense.

Miguel pupo prestigia o primeiro dia do evento

Miguel Pupo, que estreia na competição nesta sexta-feira (3), no terceiro round de baterias  esteve na praia no primeiro dia de competição prestigiando e analisando as ondas, “hoje eu vim prestigiar, tem uma galera que está ficando em casa, eles vão competir hoje, então vim para dar um apoio moral, pra ver se eles conseguem passar para amanhã. O mar está clássico, não está muito grande, mas ta com um tamanho bom, vento terral com ondas lisinhas”, explicou Pupo.

Estrelas do CT– Nesta sexta-feira (3) estreiam as principais estrelas do QS 3000 de São Sebastião. O primeiro já se apresenta na abertura da terceira fase, o potiguar Italo Ferreira. Depois o pernambucano Ian Gouveia na quarta e na oitava está a grande atração, Gabriel Medina, que vai competir com um dos participantes do Instituto Gabriel Medina, Leonardo Barcelos, vencedor da bateria que fechou a quinta-feira.

Logo após Gabriel Medina, entra no mar Wiggolly Dantas na nona bateria. Na 11°, continua o desfile dos tops da elite mundial do World Surf League com o potiguar Jadson André, vice-campeão do Hang Loose Pro Contest 30 anos no ano passado na Praia da Joaquina, em Florianópolis. Depois tem Miguel Pupo, que venceu o último QS em Maresias em 2015, na 13° e na 16° estreia o campeão mundial Adriano de Souza.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.