Caraguatatuba Esportes

Piloto de Caraguá disputa competição de supercross nos Estados Unidos

Marcelo Godoy disputará o Thor Winter Olympics em novembro

 

O piloto caraguatatubense, Marcelo Godoy, correrá no Thor Winter Olympics 2018 (Mini O’s) Supecross – Motocross em novembro, nos Estados Unidos. A prova será realizada entre os dias 19 e 24 de novembro, no Gatorback Cycle Park, em Alachua, no Estado da Flórida. Godoy e outros sete pilotos brasileiros foram convidados para Thor Winter Olympics 2018 (Olimpíadas de Inverno) pelo presidente da Confederação Unlimited Sports Mx, Wyn Kern, organizador do evento renomado.

O motociclista e seu pai Reinaldo Godoy, técnico e mecânico, intermediaram o intercâmbio esportivo por meio da Motocross Training Association (MTA), com sede nos EUA e filial no Brasil (no Litoral Norte de São Paulo). Reinaldo tem cidadania americana e Marcelo é radicado no EUA. Com mais de 20 anos de experiência no esporte, os dois conhecem muito bem o cenário do esporte nos “States”.

Além de Marcelo, a delegação brasileira será formada pelos atletas Alexandre de Oliveira, Caio Lopes Fernandes, Bruno Leal Rodrigues, Kauwan Leandro Santiago Rong, Luiz Henrique Tapari dos Santos e Tiago Cássio Fuztti dos Santos, com idades entre 10 e 31 anos e das cidades deAtibaia, Caieiras, Caraguatatuba, Ilhabela, Mairiporã e Mogi das Cruzes. Todos têm o aval da Confederação Brasileira de Motociclismo.

Marcelo Godoy está focado no campeonato. “Vencer uma competição de motocross exige muito esforço, dedicação e fôlego. Primeiro o piloto precisa aguentar os treinos diários, depois enfrentar os obstáculos da pista mostrando que se preparou muito para a vitória”, destaca. Ele também revela a busca do grupo por patrocínio. “As empresas interessadas podem apoiar a equipe através da doação de impostos como ICMS e Imposto de Renda”, completa.

O Supercross reúne pilotos nas categorias 250 B Limited , 450 B, 450 C,  51 (4-6) Limited,  51 (7-8) Limited,  65 (7-9) Limited, 85 (12-13) Limited,  85 (9-11) Limited, Girls Sr (12-16), Masters 50+, Mini Sr (12-15), Schoolboy 1 (12-16) B/C ,  Senior 40+, Supermini 1 (12-15), Vet 35+, 250 Pro Sport,  450 Pro Sport,  65 (7-9),  65 (10-11), 250 B e 450 A.

Nos motocross, os atletas correm nas classes 125 (12-16) B/C, 250 C Limited,  450 B Limited,  450 C Limited , 51 (4-8) Limited,  65 (10-11) Limited, 85 (12-13),  85 (9-11), College (16-24), Junior 25+, Masters 55+, Mini Sr. (12-15) Limited, Schoolboy 2 (13-16) B/C,  Senior 45+, Vet 30+, Women (14+), 250 A, Girls (9-11) 65 (7-11),  Supermini 2 (13-16) e 250 C.

 

Motocross e Supercross

No Motocross, as competições são efetuadas em pistas fechadas, abrangendo distâncias que podem chegar a 1,5 km.  Os obstáculos do circuito fechado são mais naturais, aproveitando terrenos acidentados e molhados. Há uma quantidade variada de saltos, curvas, retas e costelas (pequenas lombadas). Na linha de chegada, existe um grande salto denominado de “table top” (tampo de mesa), desafio que testa ao máximo a habilidade e a coragem dos pilotos.

No Supercross, os obstáculos são criados de forma artificial. Há uma quantidade maior de rampas, desenvolvidas por projetistas especializados. O Supercross foi criado nos Estados Unidos durante a década de 70 com a ideia de levar as corridas de MotoCross para dentro de grandes estádios e transformá-las em verdadeiros espetáculos, colocando a prova veículos e pilotos. Dessa forma, os saltos e as aterrissagens costumam ser mais estimulantes e agressivos, excitando ainda mais o público.

O Motocross conta com um grid de largada por categoria, sendo que, em cada um deles, devem largar 40 pilotos simultaneamente (quantidade máxima de pilotos por categoria). Somente na MX1 a quantidade máxima é de 30 pilotos.

No Supercross, largam menos pilotos em cada bateria: geralmente são 22 concorrentes.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.