Especial Geral

Dia dos Pais: Histórias de amor, perda, desafios e novas responsabilidades

Duas histórias diferentes: Um jovem que se tornou pai; Um pai que ao perder a ex-esposa teve que criar o filho pequeno sozinho

 

Por Juliane Zapparoli

Este domingo (13) não é um dia comum. O calendário marca como uma data diferente, que traz lembranças, aflora emoções e desperta o reconhecimento àqueles que cuidam de nós. Este domingo é diferente: é Dia dos Pais.

A equipe do Portal Tamoios News foi atrás de duas histórias emocionantes, para comemorar o Dia dos Pais. Uma é a do estudante Miguel Leitão Salvi, ,20 anos, que se tornou pai há 2 meses. A outra é do técnico de áudio, Valmor Garcia de Lima, 32 anos, que após a perda da sua ex-esposa teve que criar seu filho sozinho fazendo papel de Pai e Mãe.

Valmor perdeu sua ex-esposa quando seu filho tinha apenas 2 anos e 8 meses. Ele conta sobre a aflição e os primeiros desafios que surgiram diante da nova realidade. “Naquele momento o cuidar propriamente dito, era mais saber como agir com ele. O que dizer na hora em que me perguntasse sobre a mãe? Não diria que tive dificuldade, creio a dificuldade era mais atenção com ele. Neste momento os familiares foram muito importantes”, admite.

Valmor ainda diz que a paternidade o apresentou um mundo novo. “Como pai sou melhor como pessoa, aprendo coisas novas a cada etapa do crescimento dele. Não sendo pai, com certeza pensaria bem diferente” completou.

Valmor com seu filho (Foto: Arquivo Pessoal)

1º Dia dos Pais – Ser pai na juventude não é fácil, porém Miguel conta como foi sua reação ao descobrir a nova responsabilidade aos 20 anos de idade. “ Foi um dos melhores sentimentos da vida, não existe nada melhor do que um fruto vindo do amor. Confesso que o primeiro momento foi de muita tensão. Sou novo e ainda estou me construindo pessoalmente e financeiramente, então senti muito medo. Mas Deus nos mostra sempre o melhor caminho e hoje me sinto ainda mais completo desde a descoberta. Foi um choque para todos, mas tive muito retorno da minha família e apoio em todas minhas decisões referentes ao meu filho.

Ao ser questionado sobre qual é a importância de ser pai, Miguel diz ainda estar descobrindo a paternidade e que ainda está em desenvolvimento e aprendo como se portar para seu filho. “Estou me construindo para que possa permitir uma vida melhor para o meu filho e para que ele possa se construir também. Ser pai é ser você perante ao seu filho. Então ao meu ver, o mais importante ao ser pai é permanecer sendo você. Só assim posso lutar e desfrutar o melhor que a vida me deu: o meu filho”.

O jovem pai confessa não saber como será seu primeiro Dia dos Pais. “Me lembro de como era bom o Dia dos Pais ao lado do meu pai. Imagino mil coisas de como será passar este dia pela primeira vez ao lado do meu filho. O tempo passa rápido e espero poder aproveitar todos os dias. Então a sensação não poderia ser outra a não ser felicidade, pois é isso que ele me proporciona” concluiu.

Miguel com seu filho recém nascido (Foto: Arquivo Pessoal)

Origem – O Dia dos Pais é considerado uma das datas mais importantes no país e no mundo, tal como o Dia das Mães. Entretanto, pouco se sabe sobre a origem dessa data.

No Brasil, a data é comemorada no segundo domingo de agosto, e para homenagear todos os pais,o primeiro Dia dos Pais foi comemorado e 191o nos Estados Unidos, no Brasil só começou a ser comemorada a data anos depois, em 1953.

 

 

Deixe um Comentário