Cidades Economia

Estado concede aeroporto de Ubatuba à iniciativa privada

A partir desta quarta (19), consórcio passa administrar aeroporto em operação assistida com o Departamento Aéreo do Estado de São Paulo (Daesp)

Por Gustavo Nascimento, de Ubatuba

Cinco aeroportos do Estado de São Paulo, incluindo o de Ubatuba (Gastão Madeira), foram concedidos à iniciativa privada, por meio do Consórcio Voa São Paulo – vencedor da licitação promovida pelo governo paulista. Segundo o governador Geraldo Alckmin (PSDB), o concessionário privado investirá R$ 93 milhões em segurança e terminais ao longo de 30 anos.

Ao longo do contrato, segundo informações do governo paulista, a ideia é investir R$ 18,2 milhões no aeroporto de Ubatuba. Nos próximos meses, a Concessionária Voa São Paulo fará o projeto para a construção do novo Terminal de Passageiros do Gastão Madeira, orçado em R$ 2,5 milhões.

Além de Ubatuba, os aeroportos localizados em Campinas, Jundiaí, Bragança Paulista e Itanhaém passam a ser administrados em operação assistida com o Departamento Aéreo do Estado de São Paulo (Daesp) já a partir desta quarta-feira (19). Depois de 90 dias, o Voa São Paulo assumirá integralmente a administração.

Foto: Diogo Moreira/A2img

A Prefeitura de Ubatuba aprovou a iniciativa do Governo do Estado, já que o município não possuía recursos financeiros para manter o aeroporto. Segundo a administração Délcio Sato (PSD), o processo foi desenrolado com contatos do Governo do Estado de São Paulo.

“Fizemos contato e o Estado deu continuidade no processo licitatório. Vai mudar a cara de Ubatuba e seguir uma linha: geração de emprego, cidade mais bonita, geração de arrecadação e ação na economia e turismo”, disse o prefeito Sato.

No Aeroporto Estadual Gastão Madeira, a pista do aeródromo possui 940 m, terminal de passageiros com 70 m² e estacionamento para 15 veículos. Recebeu 3.512 passageiros e 3.625 aeronaves em 2016.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.