Cidades Polícia

Ilhabela dá início ao Núcleo de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres

Fotos: Caique Garcêz/CMI

Presidente da Câmara, vereadora Nanci Zanato (PPS) comemora instalação do Cartório da Mulher

A Câmara de Ilhabela recebeu policiais militares e civis para o curso de capacitação do Núcleo de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres. Além das corporações, o núcleo também conta com os poderes Legislativo, Executivo, Judiciário e com a OAB de Ilhabela, organizadora do treinamento.

A força tarefa para criar uma estrutura de atendimento diferenciado a essas vítimas teve início em abril, após o envio de um requerimento da presidente da Casa de Leis, vereadora Nanci Zanato, à Delegacia Seccional, solicitando a implantação da Delegacia de Defesa da Mulher em Ilhabela. “Esse era um grande sonho que venho lutando há anos para concretizar. Estou emocionada em ver essa polícia valiosa toda reunida para trabalhar pelo bem da nossa Ilhabela e principalmente porque teremos um acolhimento digno para as vítimas, não só mulheres, mas crianças também”, destacou a presidente.

Apesar da criação da DDM depender de liberação do Governo do Estado, o delegado seccional do Litoral Norte, Múcio Mattos de Alvarenga, está organizando um sistema para suprir a necessidade do município, a começar pelo Cartório da Mulher que já está funcionando na Delegacia de Polícia de Ilhabela, na Barra Velha. Além disso, a Polícia Militar passará a operar a Ronda Maria da Penha. “Este é um tema extremamente complexo e que a população cobra. Não podemos deixar de atender e não vamos deixar a cidade desacolhida. Ilhabela está na vanguarda deste trabalho e será exemplo para as outras cidades”, destacou Dr. Múcio.

No período da manhã, o presidente da OAB de Ilhabela, Geralcílio da Costa Filho, abordou a violência de gênero, a origem da Lei Maria da Penha, formas de violência abrangidas pela legislação, atuação conjunta e prática da polícia militar e civil e as providências a serem tomadas pela autoridade policial.

Durante a segunda etapa do treinamento, a delegada de polícia, Junia Macedo, ministrou palestra sobre os aspectos gerais da DDM e apresentou situações de aplicações da Lei Maria da Penha. Na sequência, o juiz titular de Ilhabela, Paulo Guilherme de Faria, enfatizou a importância da coleta de provas para aplicação das medidas protetivas.

Estiveram presentes os vereadores Thiago Santos, o Dr. Thiago (SD), Maria Salete Magalhães, a Salete Salvanimais (PSB), Gabriel Rocha (SD), Luiz Paladino de Araújo, o Luizinho da Ilha (PSB) e Anísio Oliveira (DEM). Também participaram a primeira dama de Ilhabela, Julia Tenório, representando o prefeito Márcio Tenório, o comandante da Polícia Militar de Ilhabela, Tenente Adriano Diniz, o delegado de polícia de Ilhabela, Maurício Ahvner e o delegado de polícia, Vanderlei Pagliarini.

Deixe um Comentário