Litoral Norte Política

Deputado Carlos Sampaio diz que campanha eleitoral será “dificílima”

Sampaio recebeu nesta quinta (7) título de cidadão Caraguatatubense

Por Salim Burihan

O deputado federal Carlos Sampaio (PSDB) esteve na noite de ontem (8), em Caraguá, onde foi homenageado com o título de “Cidadão Caraguatatubense”, concedido pelo vereador China.

Cristian, China, Sampaio e Neto Bota.

Sampaio obteve mais de cinco mil votos nas eleições de 2014 no município. Em contrapartida, conseguiu liberar mais de R$ 8 milhões em recursos para o município, verbas destinadas, principalmente, para a área da saúde.

Sampaio, cuja família, já teve casa de veraneio em São Sebastião, frequenta a casa de seus parentes em Caraguá. Ele é natural de Campinas.

O Tamoios News aproveitou a visita do deputado para conversar com ele sobre  assuntos referentes ao atual momento da política brasileira, principalmente, da atuação de seu partido PSDB e da desconfiança do eleitor com a atual classe política. Confira:

Dificuldades de Alckmin– “Acho que a própria população ainda não está muito atinada às questões das eleições. Agora temos a copa do mundo, que vai até o dia 15 de julho. Acredito que a partir de 10 de agosto, é que as pessoas vão começar a se preocupar com esse tema. Geraldo Alckmin tem uma história de prestação de serviços ao longo dos 20 anos que governou o estado. Mudou a história de São e acredito que ele tem tudo para mudar a história do Brasil.

Dória– O João Dória foi um prefeito que deixou uma marca muito positiva e, hoje, tem condições de ganhar as eleições, com uma certa facilidade, por tudo que mostrou no período que administrou a capital. É uma pessoa que tem condições de chegar lá e de emplementar o seu estilo. O estilo de um empresário que não veio da política, que teve muito sucesso em sua vida empresarial, que, agora, resolveu dedicar o seu tempo pela causa pública.

Campanha 2018-Vai ser uma campanha muito curta e muito diferenciada. O Congresso Nacional aprovou o Fundo Eleitoral, de R$ 1, 7 bilhões, para bancar a campanha de deputados e senadores, dinheiro que deveria ser para a saúde, da educação e da segurança. Fui contra e não vou utilizar um centavo desse fundo. Entendo que esse fundo desequilibra as eleições. Cada deputado terá entre R$ 500 mil a R$ 2,5 milhões para a sua campanha. Com isso e o curto tempo de campanha, acredito que não deverá haver a renovação política como o Brasil esperava.

Eleitor– Infelizmente, a classe política não correspondeu às expectativas dos eleitores. Por isso, o eleitor tá com o pé atrás com os políticos. Muitos entraram na política e, a partir daí, começaram a se autoviabilizar ao invés, de viabilizar o interesse público. Faço uma reflexão disso. Falam que o congresso é uma vergonha, em parte sim. Acontece, que todos os deputados que lá estão, chegaram com os votos dos brasileiros. Por tanto, a gente tem pensar muito antes de dar o voto para alguém. Para mudar isso, só através do voto. Peço que quando começar a campanha eleitoral, em 15 de agosto, escolham bem seus candidatos e votem em pessoas de bem, pessoas, que tenham uma vocação para defender o interesse público e, não, naquelas que utilizam o cargo de deputado apenas para viabilizarem seus próprios interesses.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.