Ilhabela Política

Na contramão da crise, Márcio Tenório apresenta investimentos em obras

fotos: Ivânio de Abreu/TN. Prefeito Márcio Tenório fala durante apresentação do plano de obras

Por Ivânio de Abreu

Na contramão da crise, vividas por outros municípios, Márcio Tenório apresentou um plano de investimentos em obras – “o maior que Ilhabela já viu”, segundo o prefeito, durante a coletiva de imprensa, na tarde dessa terça-feira (31).  São mais de 750 milhões em investimentos em obras que irá de 2017 a 2021. “Faltou no passado, mas não faltará daqui para frente, planejamento”, considera Tenório.

Durante apresentação do seu plano de investimentos, Tenório anunciou o inicio das obras de infraestrutura nessa semana no valor de R$ 41 milhões e informou que outras, estimadas em mais de R$ 60 milhões, serão licitadas ainda este ano.

Serão mais de 300 obras abrangendo infraestrutura urbana, saúde, educação, meio ambiente, esporte, turismo, assistência social e cultura. “Somente em saneamento será empenhado R$ 27 milhões para a construção de uma estação de tratamento de esgoto no bairro do Itaquanduba”, diz o chefe do Executivo.

Entre as principais obras estão: construções de creches, escolas, unidades básicas, ampliação do hospital Mário Covas, nova entrada para a cidade, pavimentação de ruas, ciclovias, investimentos para universalização de saneamento, implantação do plano de regularização fundiária e habitacional da cidade, entre outros.

“Não fiz promessa durante a campanha política, assumimos compromissos, que hoje estou honrando, levando a riqueza da cidade para todos os bairros. Assim vamos fazer os investimentos para agora e para os próximos anos, tendo em mente o principal desafio, conduzir o futuro de Ilhabela e enaltecer esse paraíso de forma sustentável ambientalmente falando e economicamente”, conclui o prefeito.

observado pela plateia o prefeito apresentou os investimentos

Tenório respondeu alguns questionamentos em relação as obras do projeto. Como a questão de travessias, novo sistema de reservação de água, o aquabus, que tem um custo de manutenção de cada embarcação em aproximadamente de R$ 300 mil, construção de moradias, entre outras.

“Ilhabela tem a mais difícil realocação de famílias da região, devido a terra não titulada, problemas de APP (Área de Preservação Permanente) em quase todas as áreas que são tituladas, regeneração ambiental e relevo com características de risco”, diz prefeito.

Segundo Luiz Paladino de Araujo (PSB), (Planejamento Urbano, Obras e Habitação), “a apresentação desse plano é muito importante. O prefeito colocou o cronograma, apresentou toda sua bancada de secretários, que vai mostrar o planejamento e execução dos trabalhos, a partir daí, a mídia vai ter toda a informação. Nosso planejamento esta aberto para a população e temos que cumprir, tem muito trabalho pela frente, um compromisso muito grande em viabilizar o que foi apresentado aqui hoje”, relata Luizinho.

Além da apresentação do plano de obras, o prefeito falou sobre o 1° seminário nacional sobre aplicação responsável dos Royalties, “Pensando que esses recursos são finitos, para garantirmos qualidade de serviço e investimentos futuros, vamos criar esse fundo municipal dos recursos dos Royalties”, diz o chefe do executivo.

A ideia desse fundo foi da vereadora Gracinha (PSD), na época, hoje vice-prefeita, que havia apresentado a antiga gestão, mas sem retorno. “Eu assumi um compromisso que uma vez eleito, iríamos criar esse fundo. Os palestrantes irão capacitar a nossa equipe, bem como orientar os novos gestores, pois, hoje 80% dos municípios são novos gestores. Além de como aplicar esses recursos para que não se crie despesas de natureza continua,aplicando de maneira equivocada esse dinheiro”, explicou Tenório.

Luiz Paladino fala da importância do plano de obras para o arquipélago

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.