Litoral Norte Meio Ambiente

Litoral Norte precisa economizar água, alerta secretário de Meio Ambiente

Foto-Cláudio Gomes

Segundo Mansano, região não têm reservas de água

 

Em reunião ocorrida ontem, quinta(3), em São Sebastião, para discussão da Vertente Litorânea Paulista, o secretário de Meio Ambiente, Auracy Mansano, cobrou economia de água por parte dos moradores do litoral norte.

Representantes da região discutem recursos hídricos

No encontro, foi debatida a importância do patrimônio hidrográfico da região, através do tema “Disponibilidade Hídrica”. Municípios do litoral norte e sul avaliam propostas para a elaboração do Plano Estadual de Recursos Hídricos.

Segundo o secretário de Meio Ambiente de São Sebastião, Auracy Mansano, ressaltou a participação do município no projeto em razão da região não dispor de reservas de água.

“O espaço entre a montanha e o mar é muito curto. Não há reservação. É importante desenvolver conscientização da economia de água”, afirmou.

Segundo o secretário, os recursos hidrográficos que abastecem o Litoral Norte são disputados pelas cidades que compõem a Grande São Paulo e a região metropolitana do Rio de Janeiro.

“É preciso que nos posicionemos e que as outras cidades de grande porte considerem a população do litoral”, disse Auracy ao relembrar que a água é um bem finito, e aproveitar a ocasião para ressaltar ainda a importância na preservação dos Parques Estaduais.

O projeto Vertente Litorânea Paulista reúne os Comitês de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte (CBH-LN), Ribeira de Iguape e Litoral Sul (CBH-RB) e Baixada Santista (CBH-BS).

O Projeto Fortalecimento da Vertente Litorânea Paulista é financiado pelo Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro) e neste ano é coordenado pelo Comitê de Bacias de Ribeira e Iguape.

 

 

1 Comentário

  • Curioso. Durante a crise hídrica de dois anos atrás, as autoridades regionais da Sabesp disseram que por aqui não há risco de desabastecimento de água, tanto que por aqui não houve aquela política de desconto na conta de água/esgoto se houvesse economia de consumo, nem houve racionamento.
    Parece-me que, como estamos num ano em que haverá eleições e tanto o ex-governador, como o atual governador são candidatos, há um medo que haja eventualmente necessidade de racionamento de água novamente, o que traria grande prejuízo para a imagem deles no momento do voto.
    Outra, segundo as autoridades do governo paulista em entrevistas na mídia, com as obras de interligações das represas que já foram concluídas, afirmaram que mesmo com uma forte estiagem idêntica àquela de anos atrás, não haveria possibilidade de desabastecimento.
    Não estou aqui instigando a população ao desperdício da água fornecida pela Sabesp, muito pelo contrário, mas creio que a situação atual não é tão grave como divulgam, principalmente no litoral norte.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.