Ilhabela mar

Albatroz- de- nariz- amarelo é avistado em Ilhabela

Grupo de ambientalistas saiu para registrar a presença de baleias e fotografou albatroz

 

Um grupo de ambientalistas composto por Júlio Cardoso, do projeto Baleia à Visa; Mara Lott, do Sea Shephert; Cláudia, do Mar & Vida Eco Trip e Nat Piva; saiu hoje ,sábado(7), para registrar a presença de baleias, da espécie  Jubarte, na costa da ilha, e acabou registrando a presença de quatro toninhas, um tipo golfinho e um albatroz do nariz amarelo.

Albatroz-de-bico-amarelo Fotos-Júlio Cardoso-Projeto Baleia à Vista

O albatroz-de-nariz-amarelo mede em média cerca de 80 centímetros, pesa entre 2,5 a 3 quilos e se alimenta de crustáceos e peixes. Vivem acompanhando barcos de pesca, em busca de alimentação. É uma espécie classificada como em perigo de extinção pelo Plano de Ação Nacional para a conservação de Albatroz.

Albatroz

Das 148 espécies de aves marinhas registradas no Brasil, 45 são da Ordem dos Albatrozes e, dessas, pelo menos 16 interagem com barcos de pesca oceânica, vindas de outros países. Há registro de captura de dez espécies nos anzóis dos espinhéis , sendo que quatro delas têm capturas regulares. As quatro espécies regularmente capturadas acidentalmente são o albatroz-de-sobrancelha-negra Thalassarche melanophris, a pardela-preta Procellaria aequinoctialis, o abatroz-de-nariz-amarelo-do-Atlântico T. chlororhynchos e a pardela-de-óculos P. conspicillata.

Esse grupo de aves é frequentemente mais capturado nos meses frios do ano, sendo que a maior parte é composta pelas duas primeiras espécies. Os indivíduos capturados do albatroz-de-sobrancelha-negra são provenientes da população que se reproduz nas Ilhas Malvinas e são invariavelmente jovens imaturos que ainda não se reproduziram. Já o albatroz-de-nariz-amarelo e a pardela-de-óculos são espécies endêmicas das Ilhas Tristão da Cunha.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.