Litoral Norte Meio Ambiente

Poluição ligada à acidente com contêineres em Santos pode matar animais marinhos da região

Instituto Argonalta/ Divulgação

Mesmo depois de um mês e meio, acidente deixa poluição em praias e afeta meio ambiente
Por Raell Nunes

O acidente que despejou no mar produtos de 46 contêineres da embarcação Log-In, no Canal de Santos, durante a madrugada de 11 de agosto, pode afetar drasticamente a vida marinha, levando a óbito os animais.

O rastro de poluição nas praias do Litoral Norte vem sendo constatado por técnicos de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP –BS). São inúmeros objetos, incluindo enfeites de natal, escovas de dentes, mochilas, equipamentos cirúrgicos, entre outros utensílios.

Todo este contexto deixa ambientalistas e ativistas da causa animal preocupados. Para a bióloga e coordenadora do Instituto Argonalta, Carla Beatriz, tudo indica que há ligações de óbito de animais marinhos com os objetos acidentalmente jogados ao mar.

“Por enquanto não tivemos nenhum óbito de animal diretamente ligado à ocorrência dessa poluição especificamente, mas sabemos que a probabilidade de isto acontecer é alta”, explica Carla.

Segundo o oceanógrafo, Hugo Gallo Neto, a poluição está entre os principais fatores de mortalidade da fauna. Ele explicou que há muita mortalidade ligada à poluição e pesca predatória.

“Já atendemos a ocorrência de mais de 3 mil animais marinhos, entre eles répteis, aves e mamíferos. A poluição relacionada ao lixo plástico e a pesca predatória estão entre os principais fatores de mortalidade da fauna marinha na região”.

O incidente já rendeu multa para empresa responsável por queda de contêineres no mar.  O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) preparou multa à Log In Logística. A empresa também já foi  multada pelo ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) no valor de 10 mil reais, na última sexta-feira (25).

Deixe um Comentário