Cidades Ubatuba

Após reclamações, Correios prometem normalizar entregas

Foto: Raell Nunes/TN

Em nota, Correios dizem que está sendo feita a realização de mutirões e serviço extraordinário, além da utilização de trabalhadores temporários 

Por Raell Nunes

Os serviços dos Correios em Ubatuba são alvos constantes de reclamações. Porém, no começo da temporada de Verão as queixas intensificaram-se. A população começou a perder a paciência e reivindicar melhorias através de protestos via redes sociais e até mesmo indo na unidade da empresa, que fica no Centro.

“Fiz uma compra na internet por Sedex. Demorou muito para chegar na minha casa”, relata Pablo Seles, 28. Ele continua dizendo que pelo rastreamento da compra o produto já estava em Ubatuba há quatro dias. “Recebi meu produto com uma semana de atraso e sem nenhuma explicação”, conclui.

Vera Lima, 58, comprou um presente para o neto, uma roupinha de aniversário. Ela percebeu que o seu item estava demorando para chegar e foi até a sede dos Correios. “Eles falam que passam três vezes na casa da pessoa e, se não tiver ninguém, o produto fica lá para retirada. Na verdade, ninguém explicou onde estava minha compra”, diz.

Segundo moradores, o trabalho dos Correios deve ser privatizado. No entanto, alguns funcionários quando saem para entregar os produtos sofrem algumas dificuldades, por exemplo, a identificação da casa, que muitas vezes é escassa  – não contém número.

A reportagem apurou que existem carros de entregas dos Correios em manutenção em oficinas mecânicas.

Em outra ocasião, alguns clientes reclamam do atendimento dos funcionários no local de armazenamento de encomendas. Conforme depoimentos, há falta de educação e maus-tratos verbais. “Eles ficam com uma cara amarrada, falam com a gente como se estivessem falando com bichos”, afirma uma pessoa que pediu para manter seu nome em sigilo.

Em nota, os Correios dizem que “as entregas em Ubatuba estão sendo regularizadas com adoção de medidas operacionais, como a realização de mutirões e serviço extraordinário, além da utilização de trabalhadores temporários no centralizador dos Correios e apoio de empregados de outras unidades”.

A empresa ainda diz que a previsão é que a situação seja normalizada neste mês de fevereiro e permanece à disposição da população pelo Fale com os Correios, no site http://www.correios.com.br/sobre-correios/fale-com-os-correios/, ou pelo 0800 725 0100.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.