Caraguatatuba Cultura

Orquestra de Viola Estrela de Ouro participa do Revelando São Paulo e leva música de raiz à capital

Fotos: Divulgação

Violeiros têm realizado seus ensaios no Núcleo TerrAmar e abrem oportunidade para empresas interessadas em apoiar o grupo 

 

Por Adriana Coutinho

A Orquestra de Viola Estrela de Ouro de Caraguatatuba participa do maior encontro de cultura tradicional paulista, o Revelando São Paulo, na quinta-feira (30), às 14h, no Parque do Trote, na Vila Guilherme, zona norte de São Paulo. A realização é da Secretaria de Estado da Cultura e a entrada é franca.

Alexandre Nunes, músico responsável pela orquestra conta que o grupo levará seu repertório de música brasileira de raiz e também outros clássicos, de J.S. Bach a Beatles, apresentado por seus 18 integrantes, violeiros experientes e alunos entre 9 e 80 anos.

Apesar de ter bastante bagagem em apresentar-se nesse evento – já estiveram presentes em outras nove edições – os integrantes estão animados como da primeira vez, ávidos para tocar para um grande público e encontrar outras orquestras e grupos de violeiros – “É uma importante ocasião para fortalecer os grupos e incentivar as manifestações tradicionais culturais ainda existentes no estado. Faz a gente se sentir valorizado por persistir” – comenta Nunes.

Formada em maio de 2004, a orquestra teve início nas aulas de viola que o músico realiza ainda hoje, em sua residência. Alguns alunos tinham gosto especial pela música brasileira de raiz e passaram a ensaiar juntos. O grupo foi crescendo e surgiram convites para apresentações na cidade. Hoje sua formação é bem heterogênea, com músicos e alunos tocando juntos, profissionais de várias áreas com idades variadas – “Somos uma grande família e já participamos de festivais culturais e gastronômicos em Caraguá e no litoral norte, assim como inúmeras edições do Revelando São Paulo na capital e em São José dos Campos”- conta o regente.

A orquestra tem realizado seus ensaios desde outubro no Núcleo TerrAmar de Cerâmica Artesanal, a convite de Ben Hur Vernizzi – “Há uns seis anos atrás iniciamos uma parceria com a Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba – Fundacc- que ficava responsável  pela manutenção dos instrumentos e ceder espaço para ensaios. Em contrapartida fazíamos apresentações em eventos públicos, encontros culturais ou em instituições, festas ou eventos indicados por eles. Tínhamos também um combinado da orquestra realizar dois eventos mensais com cachê, que era uma forma de receber remuneração pelo trabalho, porém nos últimos meses não fomos chamados para apresentações e informados que não haveria verba para esse projeto. Então, achamos melhor encontrar outro local para os ensaios, já que não existiria mais a parceria” – ressalta Nunes.

Para esta nova fase da orquestra, ele conta que estão em busca de empresas que queiram apoiar o grupo e vincular sua marca a um produto cultural tradicional. É uma maneira de manter a corporação musical ativa, a continuidade das aulas e garantia da circulação. Os interessados podem entrar em contato com o músico pelo telefone (12) 997065225.

Indagada sobre o fim da parceria, a fundação se posicionou – “A Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba informa que não houve desligamento da Orquestra de Viola Estrela de Ouro, prova disso é que a inscrição do grupo para participação no Revelando São Paulo foi feita pela fundação, assim como o transporte dos componentes para São Paulo também será fornecido pela Fundacc. Recentemente o coordenador do grupo optou por ensaiar em outro lugar. Sempre que possível, o grupo será convidado para participar das atividades da Fundacc” – informou por meio de sua assessoria de imprensa.

Vale lembrar, que os municípios participantes do evento paulista são os responsáveis pelo transporte e alimentação dos grupos por ele indicados para o evento – independente do mesmo manter ou não qualquer relação de parceria com a instituição.

Este ano além da orquestra, Caraguá levará os grupos de Folia de Reis de Caraguatatuba e a Cia de Moçambique, o artesanato e os bonecões. Nesta edição não apresentará a culinária tradicional, o Azul Marinho e o Lambe-Lambe. Segundo a instituição – “Em relação à gastronomia, quem escolheu as ações que participariam do Revelando foi a organização de lá” – finaliza.

O Revelando São Paulo é realizado desde 1997 e faz parte da política do Governo do Estado de preservação e difusão do patrimônio imaterial, bem como dos grupos que o mantém, estimulando pessoas do interior e da capital a conhecerem suas histórias, contadas por meio de suas tradições. Caraguatatuba participa desde a sua primeira edição. Mais informações no site www.cultura.sp.gov.br

 

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.