Cidades Ilhabela

Aplicação de inseticida biológico para controle de borrachudos é intensificado

Divulgação

A Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Saúde, divisão de Controle de Vetores e a Sucen, irá intensificar a aplicação do inseticida biológico BTI (Bacillus Thuringiensis Israelensis), para controlar a proliferação do borrachudo no arquipélago.

Desde o mês de maio deste ano, a Prefeitura é responsável pela compra e aplicação do produto, que é seguro e não agride a saúde de pessoas, animais ou plantas. “O Governo do Estado deixou de fornecer o produto em março deste ano, desde então, assumimos a compra visando atender a demanda da cidade. O controle é realizado há muitas décadas, mas é a primeira vez que ele é custeado pelo município”, declarou o prefeito, Márcio Tenório.

Recentemente Ilhabela adquiriu três mil litros do BTI, que irá suprir a demanda por um ano, já que são utilizados cerca de 250 litros por mês. “Estamos contando com a comunidade como agente fiscalizador e controlador. Para evitar a proliferação do borrachudo, medidas como não lançar esgoto e lixos nos córregos e evitar o desmatamento às margens dos arroios fazem a diferença”, destaca o secretário de Saúde, Marco Antônio Gênova.

No verão a incidência do inseto tende a aumentar, pois o clima quente com curtos períodos de chuva favorece a reprodução, que ocorre somente em água corrente. Os 24 agentes da Sucen aplicam o inseticida a cada 15 dias em centenas de cachoeiras, totalizando mais de três mil pontos, inclusive nas comunidades tradicionais da Baía de Castelhanos, Bonete, Sombrio e Indaiúba.

Com o plano de intensificação, o nível de incomodo pela picada do inseto diminuirá nos próximos dias.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.