Ilhabela

Aumento de vendedores ambulantes preocupa comerciantes

Foto: Divulgação

Associação Comercial de Ilhabela enviou ofícios à prefeitura e pede aumento na fiscalização, tanto aos supostamente clandestinos quanto aos regularizados

Por Gustavo Nascimento, de Ilhabela

Nos últimos meses, os comerciantes de Ilhabela têm reparado um aumento constante do comércio ambulante de norte ao sul do arquipélago. São vendedores de cerveja e espetos, barracas que comercializam alimentos e artesanato em toda a avenida.

Preocupados, os empresários procuraram a Associação Comercial de Ilhabela para que providências possam ser tomadas junto à Prefeitura. Eles pedem aumento na fiscalização tanto dos clandestinos quanto de quem está regularizado. Justificam, inclusive, que seguem normas vigentes e são muito cobrados pela Vigilância Sanitária e, por isso, pedem rigor também aos ambulantes.

Estas reclamações geraram um ofício encaminhado pela Associação Comercial ao prefeito de Ilhabela, Márcio Tenório (PMDB). A entidade solicita providências e reitera um documento encaminhado anteriormente, no qual solicitava ”fiscalização constante ao comércio informal e clandestino, garantindo os direitos dos que pagam seus impostos e geram empregos ao longo do ano”, aponta.

O presidente da Associação Comercial de Ilhabela, Wilson Santos, enviou uma nota à imprensa em que afirma que o aumento dos ambulantes e comércios clandestinos torna a situação ainda mais preocupante, “agravada pela crise econômica pela qual o país passa e o fim da alta temporada, prejudicando o comércio formal e regularmente instalado”.

Segundo ainda a entidade, Ilhabela vive do turismo e, portanto, a fiscalização é importante para que os empresários regularmente instalados não sofram concorrência “desleal e predadora”. “Temos certeza que o prefeito, como sempre, será sensível à reivindicação do empresariado local”, concluiu Wilson Santos.

Outro lado – O Portal Tamoios News entrou em contato por telefone e e-mail com a Prefeitura de Ilhabela, pontuou algumas reclamações dos comerciantes locais e perguntou, também, se o município pretende intensificar as fiscalizações. A Assessoria de Imprensa enviou uma nota oficial para a redação em que se compromete a intensificar os trabalhos em todo o município.

No entanto, esta semana, a Prefeitura de Ilhabela divulgou um balanço de uma ação realizada no último sábado (13) em bares, na Vila, em parceria com a Polícia Militar.

Em nota, a prefeitura afirmou que o objetivo era conferir se os estabelecimentos estavam em dia com alvará de funcionamento, assim como cumprindo horários de atendimento, limite de mesas e cadeiras, ocupação de espaço público e perturbação à sociedade.

Foram aplicadas  seis multas por ocupação de espaço púbico e perturbação à sociedade, além de duas notificações devido ao descumprimento do horário de funcionamento.

“Nossa proposta é fazer um trabalho contínuo com essas blitz, para manter o cumprimento da legislação”, disse o diretor de Fiscalização, Alexandre Baptista.

Segundo informou a prefeitura, “Esta não é a primeira ação realizada neste ano e novas abordagens estão previstas para ocorrer no decorrer do ano no arquipélago”, finalizou.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.