Cidades Ilhabela

Prefeitura multa Sabesp em R$ 10 milhões por poluição do rio Água Branca

Fotos: PMI. Rio Água Branca é atingido por argila por mais de dois quilômetros e meio de extensão

Cetesb receberá ofício e cópias do relatório fotográfico e do auto emitido pelo departamento de Fiscalização Ambiental para análise

 

A Prefeitura multou a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) em R$ 10 milhões por poluição do rio Água Branca. A iniciativa da Administração partiu de denúncias populares neste domingo (6), que informavam a respeito do rompimento de um degrau da escada hidráulica usada pela Companhia para o escoamento na lavagem de filtros da ETA (Estação de Tratamento de Água), na Água Branca.

O rompimento provocou erosão na encosta do morro e resultou na liberação de grande quantidade de argila por aproximadamente quatro horas, provocando o tingimento na coloração do córrego da Serrinha atingindo o rio Água Branca por uma extensão de dois quilômetros e meio, chegando a atingir a foz, nas proximidades da Dersa.

Cópia do relatório fotográfico e do auto de infração será encaminhado à Cetesb para análise

Com base no artigo 1º da Lei Municipal 914/2000, foi elaborado o processo número 7593/2018, e o diretor do departamento de Fiscalização Ambiental, ligado à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Ronaldo Alves de Sousa, lavrou a multa contra a Sabesp que tem o prazo de 30 dias para recorrer.

De acordo com Sousa, a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), receberá ofício e cópias do relatório fotográfico e do auto de infração para análise que poderá confirmar se houve impacto ambiental no rio. Uma equipe da Defesa Civil também participou da ação junto com o pessoal da Fiscalização Ambiental que continua com o monitoramento no local.

Um dos degraus da escada hidráulica rompeu e provocou erosão responsável pelo escoamento da água barrenta

A reportagem procurou a Sabesp, que reconheceu a quebra de um dos degraus da escada hidráulica que escoa a água durante o processo de lavagem dos filtros da Estação de Tratamento de Água. O incidente provocou erosão, arrastando terra da própria encosta até o rio Água Branca.

Segundo a Companhia, apesar do aspecto barrento, não havia nenhum tipo de poluente. A Sabesp pede desculpas pelo ocorrido.

Em relação a multa, a empresa ainda não recebeu notificação da Prefeitura e avaliará o seu conteúdo assim que for notificada.

 

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.