Educação São Sebastião

Felipe Augusto faz apelo para melhorar Ideb em São Sebastião

Foto: JMesquita/TN

Apelo foi feito aos professores da rede municipal durante a 2° jornada pedagógica

 


Por Ivânio de Abreu

O prefeito Felipe Augusto aproveitou a abertura da 2° Jornada Pedagógica em São Sebastião para fazer apelo aos professores da rede Municipal sobre a necessidade de melhorar o Índice de Desenvolvimento de Educação (Ideb) no município. De acordo com o chefe do Executivo os números não são favoráveis.

“Nós precisamos elevar o nosso Ideb e reposicionar a condição de educação da nossa cidade. Estamos em busca de melhorar os nossos indicadores que hoje é o menor da região. Vamos trabalhar para chegar ao primeiro lugar até o final deste mandato”, ressalta.

São Sebastião está em último lugar entre as cidades do Litoral Norte. O município não atingiu a meta de 5,1, e teve avaliação de 4,6.

A melhor nota na região está em Caraguatatuba. O último Ideb realizado indica que nos anos finais da rede municipal de Caraguá atingiu a meta de 4,8, e cresceu para 5,1.

O arquipélago de Ilhabela está em 2° lugar. Apesar da avaliação de 4,9, não atingiu a meta de 5,1. Logo após vem Ubatuba que nos anos finais da rede municipal não atingiu a meta de 5,4, apresentou queda para 4,6.

Vale observar que nenhum município da região alcançou 6,0 – número considerado como ‘bom’ indicativo no Ensino. O apelo do prefeito sebastianense vem ao encontro da necessidade de todas as cidades, que precisam melhorar a situação para garantir mais alunos aprendendo e com um fluxo escolar adequado.

Segundo Felipe Augusto a composição do Ideb é realizada através de diversos fatores, como a estrutura escolar, material pedagógico, capacitação, variação entre alunos e professores.

“No ano passado trabalhando com o orçamento amarrado, conseguimos investir R$ 170 milhões só em Educação. É o maior investimento, cerca  de 30%. Tudo isso que estamos fazendo é para garantir uma estrutura saudável e adequada. Estamos investindo na estrutura para dar condições ideais para os senhores e senhoras, darem suas aulas e formarem os nossos pequenos cidadãos”, avalia o prefeito.

Confira as avaliações das cidades da região:

Fonte: www.qedu.org.br

Ideb- O Ideb funciona como um indicador nacional que possibilita o monitoramento da qualidade da Educação pela população por meio de dados concretos, com o qual a sociedade pode se mobilizar em busca de melhorias.

Para tanto, o Ideb é calculado a partir de dois componentes: a taxa de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames aplicados pelo Inep. Os índices de aprovação são obtidos a partir do Censo Escolar, realizado anualmente.

O Índice é calculado com base no aprendizado dos alunos em português e matemática (Prova Brasil) e no fluxo escolar (taxa de aprovação).

Incentivo- Além do investimento na estrutura educacional, o prefeito prometeu como incentivo, aos funcionários destaques, uma troca de experiências. Através de uma parceria entre a cidade de Fort Laurdeale, nos Estados Unidos, que já existe há mais de 20 anos como cidade irmã.

“A secretaria está formatando um projeto em que professores da rede municipal, vão passar uma temporada nos Estados Unidos, na cidade de Fort Laurdeale, enquanto professores de lá virão para nossa cidade, para conhecer a nossa educação”, revela Felipe.

Os critérios do projeto ainda serão estabelecidos pela secretária, e servirá não apenas como aprendizado, mas também como prêmio aos melhores professores da rede.

Felipe Augusto revelou ainda que nesta quinta-feira (1) será celebrado mais um convênio de cidade irmã. “Uma cidade portuguesa nos procurou para realizar essa parceria. Com isso será mais uma turma de professores indo passar uma temporada em Portugal, para trazer conhecimentos e multiplicar, não só nossas belezas naturais. Eu quero pedir a ajuda de vocês, vamos subir esse Ideb, vamos melhorar as condições, porque investimentos nós estamos fazendo” finalizou.

Mind Lab – Outro destaque foi à apresentação da plataforma Mind Lab. A secretária de Educação, Vivian Monteiro, ressalta a importância da plataforma, lançada durante o evento, para o desenvolvimento do aluno, chegando além da escola.

“São jogos infantis que nós adquirimos para os alunos da educação infantil, e fundamental – um até o quinto ano. Esse material é um subsídio a prática pedagógica. São mais de 60 jogos para cada faixa etária, para desenvolver o melhor dos alunos. Queremos fazer este acompanhamento quando chegar dentro da casa da criança”, comenta a secretária.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.