Geral São Sebastião

Projeto social Garoçá completa 18 anos

 

Garoçá promove atividades extracurriculares no contraturno escolar para crianças entre 6 e 12 anos 

Por Leonardo Rodrigues

O Projeto Garoçá completa 18 anos com capacidade de atendimento a 140 crianças, entre seis e 12 anos, na Costa Norte de São Sebastião. Atualmente, crianças dos bairros da Enseada, Canto do Mar e Jaraguá, são encaminhadas através do Conselho Tutelar, Ministério Público (MP) ou da Equipe técnica do Núcleo de Atendimento e Centro de Referência da Assistência Social (Cras) e do Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), e encontram no projeto novas perspectivas.

O serviço busca através das atividades diárias, estimular, acompanhar, proteger, trabalhar autoestima e, por consequência, a perspectiva de um futuro melhor através do estudo, da disciplina e da interiorização de valores, bem como fortalecimento de vínculos.

“Nosso objetivo enquanto serviço de convivência e fortalecimento de vinculo é estimular a integração, cooperação, autonomia, participação social e garantia de direitos das famílias referenciadas ao CRAS utilizando a convivência e o vinculo como ferramenta de transformação social”, considera a coordenadora do Garoçá, Luciana Gallani.

O projeto, desenvolvido pela Associação Sebastianense de Promoção Social através de convênio com a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), e Prefeitura Municipal, recebe crianças de acordo com os critérios estabelecidos pelo Plano de Ação do SUAS (Sistema Único de Assistência Social). As famílias apresentam situações de vulnerabilidade social. Os participantes dos Programas Sociais do Governo Federal (Renda Cidadã, Ação Jovem e Bolsa Família) tem prioridade para serem inseridos nos Projetos Sociais do Município.

Atividades – 

O Projeto Garoçá iniciou suas atividades em outubro de 2000, com a assistente social Maria Inês Nascimento, junto à comunidade envolvida como: pais, escola, Conselhos e Atendimentos da Costa Norte. A oferta era de atividades como música (fanfarra), reforço escolar, artesanato, educação física, dança e aulas de pesca (com a pescadora Jandira).

Através desta última atividade (pesca), tiveram a oportunidade de participar do Programa da Rede Globo de Televisão, chamado Globo Ecologia, onde foi demonstrado na prática a atividade desenvolvida dentro do Projeto Garoçá.

“Dessa forma, acreditamos que, através das ações desenvolvidas, os usuários do serviço podem apropriar-se, ou pôr em prática, uma capacidade de realização pessoal e social; e também torne por consequências mais fortes as relações no âmbito familiar, da vizinhança, das associações coletivas de representação de seus interesses. Nossos passos com nossas ações são construídos para transformação”, ressalta Luciana.

Com o tempo, o projeto cresceu. Para se ter uma ideia a primeira casa do Garoçá, entre os anos 2000 e 2005, haviam apenas quatro salas, uma cozinha, um corredor, uma área de serviço e dois banheiros. Para as aulas práticas de Educação Física e Pesca as crianças tinham que sair do espaço interno do projeto, para usar campo externo e praia. A segunda, e atual casa do Garoçá, na Rua Camões Couto Magalhães, há seis salas, uma cozinha, três banheiros, um refeitório e um galpão, além de uma área externa ampla.

Vivência Ambiental – 

Entre as atividades de destaque no Garçá está a Vivência Ambiental. Iniciativa que começou em 2015, após a professora de apoio pedagógico Fabiana Medeiros, participar de curso promovido pelo Instituto Supereco sobre sustentabilidade e recursos naturais. De lá para cá, as crianças são estimuladas  com plantio de mudas, que estão até hoje no espaço, até confecção de brinquedos utilizando sucata, jogos de interatividade (quebra cabeça), blocos de nota com papel reciclado, vasos com caixas de leite, animais do fundo do mar com garrafa pet e caixa de leite e bichinhos de jardim (borboletas) com rolinhos de papel.

“Enfim observamos e aprendemos no concreto a transformação de lixo em objetos de utilidade, praticando os três Rs: reciclar, reduzir e reutilizar. Que no futuro possam existir mais pessoas preocupadas em transformar nosso planeta num lugar mais saudável, e que sejam nossas crianças, os agentes dessa transformação”, fala da professora Fabiana Medeiros.

Além de trabalhos manuais e artísticos também se aborda temas como coleta seletiva, o uso consciente da água. “Começamos a fazer nossa compostagem e iniciamos a nossa horta em parceria com a equipe do Supereco. Ações que contribuem para o fortalecimento de valores de cidadania relacionados ao Meio Ambiente. Acreditando que nossas crianças poderão deixar nosso planeta em um mundo melhor para se viver, escrevendo uma história com muita sabedoria e gratidão a tudo que temos”, afirma Fabiana.

Serviço: Projeto Garoçá

Endereço: Rua Camões Couto Magalhães, 48 – Enseada

Tel: (12) 3861.3404

E-mail: projetogaroca@bol.com.br

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.