Cidades São Sebastião

“Tudo que levaram é lícito, e pessoal” diz vereador sobre busca e apreensão da PF em sua casa

Divulgação. Ernaninho diz não ter consciência pesada

Ernaninho ressalta que a ação da Polícia Federal em sua casa foi para averiguação, e que não se trata de condenação

 

Por Leonardo Rodrigues

O vereador Ernane Primazzi (PSC), o Ernaninho deu entrevista exclusiva ao Portal Tamoios News e falou sobre a ação de busca e apreensão feita em sua casa pela Polícia Federal nessa quarta-feira (29). De acordo com o vereador, levaram documentos e seu celular pessoal. Questionado se a PF teria encontrado e também levado R$ 161 mil de sua casa, Ernaninho é objetivo: “Tudo que levaram é lícito, e pessoal”.

O parlamentar ressalta que a ação da Polícia Federal foi para averiguação. “Não fui condenado, é apenas uma investigação. Não tenho consciência pesada, não devo nada”.

Segundo ele, apesar da deflagração da Operação Torniquete, que aponta o envolvimento de vereadores e ex-vereadores de São Sebastião em ação que desviou mais de R$ 100 milhões em recursos federais e estaduais, ontem foi um dia comum de trabalho. “Fui para o gabinete normal. Trabalhei normalmente”.

Sobre a ação em sua casa, Ernaninho relata que a equipe da PF foi tranquila. “Foram muito educados. Tranquilos na forma de agir”. Perguntado sobre a mesma ação na casa do seu pai, o ex-prefeito Ernane Primazzi (PSC) e apontamentos de fraudes em contratos na Saúde, obras públicas e outros setores, o vereador se ateve a se manifestar sobre sua situação. “As pessoas tem que aprender a separar Ernane de Ernaninho”, diz.

Ernaninho também diz que segue orientações, da própria Polícia Federal, e não revela mais detalhes, ou informações das investigações. “A busca e apreensão na minha casa ocorreu sem excessos e fui orientado a preservar o máximo as informações de caráter pessoal, e proibido de compartilhar imagens, ou informações à imprensa, terceiros, parentes e entes próximos”.

O Ministério Público Federal, a Polícia Federal, a Controladoria-Geral da União e o Ministério Público de Contas do Estado de São Paulo deflagraram nessa quarta-feira (29), a Operação Torniquete, que investiga uma organização criminosa responsável por uma série de irregularidades cometidas em São Sebastião, entre 2009 e 2016. As fraudes ocorridas durante as duas gestões do ex-prefeito Ernane Bilotte Primazzi envolveram principalmente desvios de recursos da saúde e de obras públicas.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.