Cidades Ubatuba

Ato de heroísmo em resgate de Golfinho emociona população

Instituto Argonauta/Divulgação

Acontecido foi na Praia Vermelha do Norte, em Ubatuba

Por Raell Nunes

Um Golfinho da espécie Steno bredanensis foi resgatado heroicamente em Ubatuba, nessa segunda-feira (9). O pequeno mamífero recebeu tratamento na areia da praia por um período de aproximadamente 4h e, após a ação, foi encaminhado para um centro de reabilitação.

Diante da ação da equipe do Instituto Argonauta, que lutou para salvar a vida do animal encontrado na Praia Vermelha do Norte, por alerta de um surfista que estava na região, a população ficou sensibilizada nas redes sociais e disparou sensibilidade.

“Os biólogos são heróis. Quando eu fiquei sabendo do que eles fizeram, fiquei realmente emotiva, porque adoro animais. E o Golfinho é tão inocente, não faz maldade com ninguém”, disse Agatha Aparecida dos Santos, 28 anos, depois de saber do acontecido.

Diferente do acontecido com o Golfinho, uma Baleia Jubarte foi encontrada morta nas águas no dar do Litoral Norte. Ela foi ancorada por especialistas, mas o seu corpo estava em estado de decomposição.


Resgate – Na Praia Vermelha do Norte, os técnicos da área biológica puderam constatar que o bicho estava debilitado e não conseguia ultrapassar a zona de arrebentação.

Para o biólogo Danilo Camba, responsável por remover o animal da água com o auxílio de um Longboard, o Golfinho poderia ser prejudicado se não houvesse resgate e cuidados. “A princípio não acreditei que ele fosse encalhar, mas logo percebi que ele erguia muito o rostro [bico] em busca de ar, e com as ondas na zona de arrebentação, iria acabar aspirando água”, afirmou o biólogo.

Boa parte da equipe do Instituto Argonauta foi até o local e começou o processo de resgate. Tentaram devolvê-lo ao mar. Sem sucesso. Adiante, os profissionais levaram o animal à Barra Seca para tentar inseri-lo ao seu habitat natural. Mais uma vez sem êxito.

Operação – Então, foi preciso recorrer a um tratamento. A operação durou cerca de quatro horas até que ele finalmente chegasse à base de reabilitação do Instituto.

Conforme o veterinário Pedro Sorriso, o estado do animal está estável. “Ele continua estável e com a frequência respiratória normal. Por volta das 21h apresentou uma melhora significativa”, disse.

O especialista continuou relatando que o Golfinho teve uma recaída às 22h, mas depois a situação mudou. “Já por volta das 22h ele teve uma recaída, deu sinais de arqueamento e quase entrou em choque, sendo necessária aplicação medicamentosa. Por volta das 22h30, ele estabilizou novamente, e deu sinais de melhora. Nesse momento está nadando pelo tanque sem o nosso auxílio”, esclareceu.


Ajuda – 
Durante o resgate, os profissionais contaram com a colaboração de turistas e moradores que, sensibilizados, tentaram ajudar de todas as maneiras. Ainda não foi possível detectar como o animal se machucou.

“Por favor, façam com que ele sobreviva”, implorou um rapaz visivelmente emocionado por testemunhar a luta do animal e da equipe para mantê-lo com vida.

Para o presidente do Instituto Argonauta e oceanógrafo, Hugo Gallo Melo, é muito delicada a recuperação de um Golfinho, pois são animais muito sensíveis e quando chegam à praia é porque realmente algo está errado.

“Agora estamos trabalhando incansavelmente para descobrir o que levou esse animal a encalhar e se ele se recuperar poderemos reinseri-lo no mar para que conclua seu ciclo de vida.”

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.