Caraguatatuba Saúde

Caraguatatuba já imunizou cerca de 500 crianças contra sarampo e pólio

Desde o último sábado (04), Caraguatatuba realiza a Campanha de Vacinação contra Sarampo e Pólio que seguirá até o dia 31 de agosto. No sábado (04), houve atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município e 486 crianças já haviam sido vacinadas contra Poliomielite e 462 contra Sarampo até às 13h. No sábado (18), também haverá atendimento nas UBSs. O público alvo da campanha são as crianças de 1 a 4 anos e 11 meses.

Todas as UBSs  vacinarão no período da Campanha exceto UBS Tabatinga, nos dias de semana, no horário de funcionamento das salas de vacinas.

A expectativa é de que sejam vacinadas cerca de seis mil crianças desta faixa etária. A vacinação deve ser feita independentemente das vacinas tomadas anteriormente pelas crianças.

Pessoas acima dessa faixa etária, interessadas em atualizar a carteira de vacinação, deverão procurar a UBS de referência a qualquer dia para serem avaliadas, não necessitando estar dentro do período da campanha. Caso a pessoa não possua carteira de vacinação, também deverá procurar a unidade  para avaliação.

Assim como no último sábado, no sábado (18), todas as UBSs de Caraguatatuba, inclusive UBS Tabatinga, e um posto volante, na praça do Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba (MACC), irão vacinar, no período das 8 às 17h.

Nenhum caso no município

O município não possui nenhum registro de caso de sarampo, porém a Organização Mundial da Saúde (OMS), em comunicado, já alertou sobre o aumento do número de casos da doença no Brasil – em especial nos estados de Roraima e Amazonas, que fazem fronteira com a Venezuela, país que ocupa o primeiro lugar na lista de casos confirmados. Segundo a entidade, o Brasil é o segundo na lista por causa do fluxo de imigrantes venezuelanos atravessando as fronteiras brasileiras.

Em 2016, o continente americano foi o primeiro do mundo a receber o certificado da Organização Pan-Americana de Saúde de que estava livre do sarampo. Entretanto, desde o ano passado o número de casos tem crescido na região: em março eram apenas oito países com notificação da doença, agora já são onze.

Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), no momento o Brasil tem um surto em andamento em Roraima: com 234 casos notificados, 42 deles confirmados (34 venezuelanos e oito brasileiros), com duas mortes registradas (duas crianças venezuelanas), em Boa Vista, capital do estado. Já no estado do Amazonas, quatros casos foram confirmados (todos brasileiros).

 

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.