Turismo Ubatuba

Ribeira, um lugar para velejar e aproveitar a gastronomia

Fotos: Raell Nunes

Por Raell Nunes

Centro do turismo náutico de Ubatuba, o Saco da Ribeira proporciona diversas atividades para os turistas e moradores. Entre elas estão a prática do velejo e uma gastronomia de dar água na boca.

Por sua formação geométrica, em forma de baía, o local é ideal para abrigar barcos. Assim, há um ponto de partida para passeios com destinos encantadores.

Para velejar e relaxar no mar, é possível alugar uma embarcação da Wind Charter, que tem barcos como o Lipari 41 Evolution – que comporta oito pessoas. As ilhas de Ubatuba, ou outras localidades, podem ser destinos fascinantes.

A velejada, além de acalmar a alma e ser um lazer diferenciado, é feita com muita responsabilidade e por profissionais capacitados. Paulo Rodrigo Moreira, skipper (capitão) da Wind Charter, diz que o percurso até a Ilha Anchieta, por exemplo, é com ondas calmas e protegido.

“Às vezes, há pouco vento, mas se veleja bastante. Com vento, se chega à Ilhabela em três horas, aproveitando a paisagem. Da Ribeira até a Ilha Anchieta é o percurso mais protegido. Dá para velejar bastante”, conta Moreira.

Gastronomia – Outra opção sedutora é a gastronomia. No Restaurante Nós, que fica na Voga Marine, as opções saborosas são variadas. Há uma mistura da culinária asiática, européia e caiçara.

Os pratos de entrada são sempre um convite ao que vem a seguir. O Tao, com lâminas de salmão marinadas em limão siciliano ao chilli sauce Summer Roll – enrolados de papel de arroz com vegetais, kani e ervas ao molho chilli mango são leves, gostosos e picantes.

Os pratos principais te deixam em frenesi. O Tikka Masala, contendo tiras de frango com vegetais cozidos em masala sauce e iorgute, acompanhando arroz de jasmine é simplesmente uma refeição dos deuses gregos.

O toque final, a sobremesa, é uma forma de fazer qualquer pessoa voltar para degustar. A Banana Crock, feita com banana recheada com doce de leite, contendo pé de moleque e sorvete de coco faz você sair da dieta e querer mais.

Nas palavras do chefe de cozinha do Restaurante Nós, Fábio Eustaquio, que estudou gastronomia na Inglaterra e trabalhou com grandes chefes da Tailândia, Índia e Correia, os pratos do estabelecimento são um misto de suas experiências.

“Eu gosto mais dessa fusão asiática, que é o asiático moderno. Usamos as experiências de lá com o que temos de recursos naturais aqui, como peixes, vegetais”, conclui.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.