Meio Ambiente Ubatuba

Lixo e desmatamento geram reclamações no Puruba

Sacolas plásticas, garrafas de água vazia, embalagens de produtos são encontrados na região

Por Raell Nunes

O lixo acumulado no Puruba, região norte de Ubatuba, e alguns casos de desmatamentos estão levantando queixas de moradores e até mesmo de visitantes que admiram as belas paisagens que o local proporciona.

Conforme depoimentos, alguns pescadores que visitam o rio Quiririm deixam rejeitos na localidade. As margens do rio também ficam prejudicadas devido às ações anti-ambientais.

A região do Puruba é de difícil acesso. A praia, por exemplo, fica na entrada do Ubatumirim, tendo que atravessar uma estrada de terra batida com quase 3km.

Sacolas plásticas, garrafas de água fazia, embalagens de produtos e até fraudas já foram encontradas nas imediações. Turistas ficam encantados com a beleza do lugar, mas ao mesmo tempo preocupados com a natureza.

Natural de São Paulo, José Fonseca visita o Puruba quando tem uma folga do trabalho na capital. “É um para relaxar e aproveitar com a família, mas tem gente que deixa sujeira e prejudica esse lazer também”, diz.

Conforme alguns moradores, talvez a solução seria habilitar o Puruba como uma espécie de parque ambiental ou até mesmo fazer parte da Serra do Mar, assim como acontece como a Praia da Fazenda. Gerando, assim, um turismo mais sustentável.

Sanepav

Segundo a Sanepav, que é responsável pela coleta de lixo na cidade, de fato é local é de difícil acesso. Porém, conforme diz em nota, estará disponibilizando uma caminhonete para realizar a coleta no local, nas segunda, quarta e sexta-feira, das 06h às 14h20.

A Sanepav ainda afirma que em relação ao rio, segundo moradores locais, é um trabalho mas direcionado, voltado a conscientização ambiental, que envolve moradores locais e turistas.

A empresa Sanepav é a responsável pela coleta do lixo regularmente e já orientou aos  moradores da região do Puruba que a coleta acontece às segundas, quartas e sextas, das 6h às 14h20.

Prefeitura

A Prefeitura afirma que  que o armazenamento e a destinação correta dos resíduos sólidos é dever de toda a sociedade – munícipes, comerciantes, legislativo, turistas e moradores. Para aumentar essa consciência, a Secretaria de Meio Ambiente promove constantes campanhas de sensibilização.

Explicou ainda que toda a sociedade deve também colaborar na fiscalização. As Vigilâncias Ambiental e Sanitária atuam nas questões relacionadas a situações que trazem risco à saúde pública, orientando e, quando necessário, iniciando processos de autuação em casos de denúncia formal feita junto à Prefeitura ou de flagrante.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.