Bronca de Moradores Ubatuba

Moradores reclamam de abandono em velório comunitário

Velório precisa de reparos e fica na maior comunidade de Ubatuba  

Por Raell Nunes

Os moradores do bairro Ipiranguinha, em Ubatuba, com cerca de 15 mil habitantes, estão se dizendo indignados com o abandono no velório comunitário da localidade, que fica ao lado do posto de saúde do bairro.

Conforme dizem os moradores, falta limpeza no local e manutenção preventiva na estrutura. Os mais críticos falam que até os lugares para o pessoal sentar e descansar as pernas estão em péssimas condições.

Em seu depoimento, Joana de Oliveira diz que chegou às 22h30 desta quarta-feira (11) no local e o mesmo não estava aberto. Ela conta que pediu ao guarda para abrir e, quando entrou, viu o chão com sujeira. No mesmo momento, Joana, seu esposo e uma amiga limparam o local.

Joana fala que até o banheiro foi alvo de faxina. “Limpamos banheiro, os cômodos onde fica o corpo, tudo sujo. Fiquei indignada, sim”.

Sujeira no piso do velório comunitário

Nas palavras de Edgar Santos, a situação é um desrespeito com as famílias, porque além de fazer um velório sem muitas condições financeiras – o que é difícil para os parentes –, é preciso passar por circunstâncias de humilhação.

Outras pessoas da mesma comunidade acreditam que se o lugar é comunitário, é necessário que a população cuide e não deixe, exclusivamente, na mão da administração pública. Ou seja, neste caso, os responsáveis são os próprios moradores.

Porém, a argumentação é que como todos pagam impostos,  os serviços devem ser efetuados com eficiência pela municipalidade.

A administração do posto de saúde do Ipiranguinha declara que a parte externa do velório comunitário está sendo limpa. Em relação à limpeza do piso interno do local, diz que o serviço seria feito, mas que as funcionárias do setor trabalham até às 17h.

Ainda segundo a administração, desde a posse da nova gestão, tem-se procurado melhorar a situação do local, pois durante a gestão anterior, o velório estava totalmente abandonado.

Quanto ao banheiro em condições desfavoráveis, foi dito que é a própria população que pula o muro à noite e usa os sanitários.

Relativo às cadeiras em estado ruim, a administração informa que o material será levado do local, inclusive, estão encostadas do lado de fora do velório, para que não sejam utilizadas.

Administração do posto afirma que manutenção externa está sendo efetuada

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.