causa animal Saúde e Bem Estar

Veterinária de Ubatuba ganha destaque em revista especializada por tratamento feito em cachorrinha

A médica veterinária de Ubatuba, Márcia Rimoli Antunes, ganhou destaque na revista especializada sobre veterinária, Nosso Clínico, sobre um tratamento de Dermatomiosite, doença idiopática (de causa desconhecida) inflamatória crônica que afeta a musculatura estriada, a pele e outros órgãos de animais.

O tratamento foi feito na cadelinha Nina no final do ano passado. Especialista em dermatologia Márcia Rimoli Antunes recebeu em sua clínica a cachorrinha com muitas lesões e feridas. A dona do animal tinha em mãos inúmeras receitas e exames e informou que tinha consultado vários veterinários, sem sucesso.

Nina, a cachorrinha, sem raça definida, chegou à clínica, muito debilitada e com um ano e sete meses, mas enfrentava os problemas desde os quatro meses de idade.

Márcia fez uma biópsia e constatou que Nina tinha uma doença conhecida como “Dermatopatia Isquêmica”, ou seja, uma doença rara, grave, que  afeta os vasos sanguíneos e traz consequências à pele, aos músculos e provoca muitas dores.

Médica veterinária de Ubatuba, Márcia Rimoli Antunes

A veterinária então iniciou o tratamento com um medicamento utilizado para o controle dessa doença, mas a resposta foi fraca e a melhora dela quase imperceptível.

Em busca de alternativas, a veterinária estudou a doença na medicina humana, uma vez que essa doença ocorre em seres humanos e os tratamentos estão mais avançados que na medicina veterinária.

Nessa busca, a especialista pôde notar que um produto veterinário utilizado para controle de alergias em cães, pertencia à mesma classe terapêutica dos produtos utilizados na medicina humana.

A veterinária passou a utilizar o medicamento no tratamento de Nina e em 10 dias os resultados positivos começaram a aparecer, as lesões foram secando, Nina passou a se alimentar de forma espontânea e após 15 dias já estava latindo e brincando, ou seja, Nina não sentia mais dores e a doença estava controlada.

O caso de Nina ganhou destaque na Revista Nosso Clínico

Márcia contou que nessa trajetória ela conheceu a Dra. Sandra Koch da Universidade de Minessota nos EUA. Ela se interessou pelo seu caso e em parceria foram compreendendo os mecanismos de ação do produto sobre a doença.

“Como esse caso foi inédito no Brasil e muito interessante, resolvemos publicá-lo. Ele acabou se tornando capa de uma revista veterinária de circulação Nacional e foi o primeiro caso descrito com esse tratamento no país. Soubemos recentemente de outra publicação no exterior”, conclui a especialista Márcia.

Nina hoje tem qualidade de vida. A cachorrinha ainda mantém as cicatrizes de muito tempo de luta contra a doença, mas leva uma vida feliz, sem dores.

 

 

 

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: