Chuvas Litoral Norte

Tamoios permanece interditada. Confira os danos causados pela chuva na região

Não está nada fácil a vida dos moradores do Litoral Norte. A região está parcialmente “ilhada”. As rodovias Tamoios e Rio-Santos, em dois trechos em São Sebastião, estão interditadas. O único acesso em direção ao Vale do Paraíba e capital é através da rodovia Oswaldo Cruz, que liga Ubatuba até Taubaté, que apesar da forte chuva, não enfrenta problemas.

A Concessionária Tamoios, que administra a rodovia dos Tamoios informou agora há pouco que o trecho de Serra da Rodovia dos Tamoios permanece interditado e sem previsão de liberação. A interdição é necessária para garantir a segurança dos usuários frente ao risco de queda de barreiras. Os bloqueios acontecem na altura do km 58, no sentido litoral, e do km 81, no sentido São José dos Campos.

Tamoios está interditada

A Rio-Santos teve interdição no trecho entre as Cigarras e São Francisco, devido a quedas de árvores e deslizamento de encostas e, também, no trecho de Toque Toque Grande, na costa sul, onde teria ocorrido queda de árvores na pista.

Queda de árvores interditou Rio-Santos, na Praia das Cigarras

Queda de árvore interditou Rio-Santos em Toque Toque Grande, na costa sul

A chuva deu uma trégua no final da tarde, mas pela manhã foram inúmeros os alagamentos nas cidades da região. Em São Sebastião, vários bairros sofreram alagamentos no norte, centro e costa sul, mas não há desabrigados na cidade.

A Prefeitura de São Sebastião informou agora há pouco que uma casa caiu na tarde desta quarta (6), na Rua Antônio Tenório no bairro do Itatinga, região central da cidade. Não há registro de feridos.

A família, um pai e dois filhos, foi atendida prontamente pela Defesa Civil e equipes da Prefeitura. O filho adolescente, de 15 anos, foi para casa de parentes, e o pai e o filho mais velho, foram encaminhados para um abrigo temporário.

Equipes da Defesa Civil permanecem com o monitoramento das áreas de risco e em atendimento às ocorrências das fortes chuvas que caem em todo o Município desde a madrugada de segunda-feira (4).

Alagamento na região centeal de São Sebastião

Alagamento em ruas de Boracéia, na costa sul

Alagamento em ruas de Juquehy, na costa sul

Em Caraguá, a prefeitura informou que, no momento, uma moradora do bairro do Tinga está abrigada no Centro Esportivo (Cemug), em decorrência do transbordamento do rio da Paca. A munícipe recebe toda a assistência necessária. Segundo Cemaden, as regiões que acusam o maior índice pluviométrico são os bairros Tinga e Casa Branca, com acumulado de mais de 100 mm de vhuva. A Defesa Civil do município prossegue com vistorias em áreas com risco de escorregamento de terra. É importante destacar que em caso de risco, a Defesa Civil deve ser acionada imediatamente pelo 199. O transporte de doentes amanhã está cancelado caso continue a chover. Não irão nem pelas vias alternativas. Não há previsão para o retorno do serviço.

Em Caraguá, avenida da praia ficou alagada durante a tarde

Rodovia Rio-Santos, nas proximidades, do bairro Casa Branca, ficou alagada durante a tarde desta quarta(6)

Em Ilhabela, de acordo com a prefeitura, a chuva da manhã desta quarta(6), causou quedas de árvores e muros, deslizamento e alagamentos em alguns trechos de vários bairros do município.  Foram registrados 140.5 mm de chuva no período de segunda até a manhã de hoje. A informação é que uma família do núcleo Cantagalo foi levada para o salão da Igreja Matriz, na Vila, após a casa ficar em situação de risco aparente.

De acordo com a Defesa Civil, foram registrados 107 mm de chuva entre a manhã e a tarde desta quarta-feira (6). As principais ocorrências foram deslizamento de terra, queda de muros, alagamentos em alguns trechos de vários bairros do município, queda de arvores sob fiação e via pública e deslizamento de uma pedra no bairro do Itaguassú, que interditou a Rua Lincon Feliciano. Entre os casos mais graves está a remoção de quatro famílias do núcleo Cantagalo, levadas para o salão da Igreja Matriz, na Vila, após as casas ficarem em situação de risco aparente.

No início da noite, o prefeito realizará reunião de emergência com as equipes envolvidas para avaliar a situação da cidade e as próximas medidas a serem tomadas.

Em Ubatuba, segundo a prefeitura, a chuva teria causado alagamentos, mas não existem desabrigados na cidade.

2 Comentários

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.