Chuvas Cidades

Baixada Santista: 16 mortes, 33 desaparecidos e 218 pessoas desabrigadas

A Defesa Civil do Estado e o Corpo dos Bombeiros informam que as fortes chuvas que incidiram sobre a região da Baixada Santista nesta madrugada provocaram, até o momento, 16 óbitos e 33 desaparecidos, nos seguintes municípios: Guarujá (14 óbitos), Santos (1 óbito) e São Vicente (1 óbito).

O número preliminar de desabrigados é de 200 no Guarujá e 7 em São Vicente; já os desalojados computados são 11, em São Vicente. Já foram disponibilizadas 4,6 toneladas de materiais de ajuda humanitária (colchões, cobertores, cestas básicas, água sanitária e água potável) ao município de Santos (única solicitação até o momento).

O Coordenador Estadual de Proteção e Defesa Civil, Coronel PM Walter Nyakas Junior, permanece na região, em reuniões com o Gabinete de Crise, avaliando as necessidades e a atuação das equipes de salvamento.

Dados do Núcleo de Gerenciamento de Emergência da Defesa Civil do Estado indicam que, até as 4h da manhã dessa terça (3), o acumulado nas últimas 12 horas de chuvas no Guarujá foi de 282 mm, em Santos de 218 mm, em Praia Grande 170 mm, São Vicente 169 mm, Mongaguá 160 mm, Cubatão 132 mm e tanto Itanhaém como Bertioga o acumulado foi de 110 mm.

A previsão para toda a terça-feira é de chuva moderada a forte em todo o litoral de São Paulo, isso inclui toda a região da Baixada Santista devido à formação de uma área de baixa pressão no litoral de São Paulo e a circulação dos ventos nos altos níveis da atmosfera.