Chuvas Cidades

Defesa Civil confirma 10 mortes na Baixada Santista devido as chuvas

Defesa Civil monitora morros de Santos. Foto: Prefeitura de Santos

O governador João Doria estará a partir das 11 horas desta terça-feira(3) em Santos, na Baixada Santista, para vistoriar áreas atingidas pelo temporal e se reunir com prefeitos e representantes da Defesa Civil do Estado, em virtude das chuvas e deslizamentos ocorridos ontem à noite e na madrugada.

A Defesa Civil do Estado informa que as fortes chuvas que caíram sobre a região da Baixada Santista nesta madrugada provocaram ao menos dez óbitos nas cidades de Guarujá, Santos e São Vicente. Uma pessoa continua desaparecida.

O Coordenador Estadual da Defesa Civil, Coronel Walter Nyakas Junior, está na região para se reunir com prefeitos e avaliar as primeiras necessidades.

Dados do Núcleo de Gerenciamento de Emergência da Defesa Civil do Estado indicam que o acumulado nas últimas 12 horas de chuvas no Guarujá foi de 282 mm, em Santos de 218 mm, em Praia Grande 170 mm, São Vicente 169 mm e Mongaguá 160 mm, Cubatão 132 mm e Itanhaém e Bertioga o acumulado foi de 110 mm.
A previsão para toda a terça-feira é de chuva moderada a forte em todo o litoral São Paulo, isso inclui toda a região da Baixada Santista devido a formação de uma área de baixa pressão no litoral de São Paulo e a circulação dos ventos nos altos níveis da atmosfera.

O litoral de São Paulo voltou a ter chuva forte e volumosa. As áreas de instabilidade que já estavam sobre o estado de São Paulo começaram a se intensificar na tarde da segunda-feira, 2 de março, mas a chuva engrossou ainda mais no começo da noite.

Este é o terceiro evento de chuva volumosa no litoral paulista em pouco mais de 1 semana. Choveu forte no fim da semana, com um acumulado de mais de 100 mm em Iguape entre os dias 28 e 29 de fevereiro, e também choveu muito no começo do Carnaval, entre os dias 20 e 21 de fevereiro, com deslizamentos e enchentes.

Risco de deslizamento

A população do litoral paulista, e também quem trafega pelas rodovias que ligam o litoral à Grande São Paulo e aos Vales do Paraíba e do Ribeira, deve ficar atenta para queda de barreiras. Isto pode ocorrer a qualquer momento por causa do grande volume de água que já caiu sobre as encostas da Serra do Mar.

Previsão

Uma extensa área de baixa pressão atmosférica já está organizada desde a superfície até por volta de 5 km de altitude sobre o interior da Região Sudeste, mas nesta terça-feira, 3 de março, outra área de baixa pressão atmosférica se forma próxima ao litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro. Isto vai ajudar a manter as áreas de instabilidade pelo litoral.

A previsão para esta terça-feira, 3 de março, é mais chuva no litoral paulista. A chuva mais persistente e volumosa deve ocorrer no Litoral Sul e na Baixada Santista. Mas o litoral norte também pode ter momentos de chuva moderada a forte.

Na quarta-feira, 4, as áreas de instabilidade enfraquecem por todo o litoral, mas ainda tem previsão de chuva frequente e moderada. Há chance de alguns períodos com a presença do sol.

Na quinta e na sexta-feira, 6, as praias paulistas terão muitas nuvens, pouca chuva e períodos com sol. A temperatura fica amena nos próximos dias por causa do excesso de nebulosidade e da chuva. *Com informações do site Climatempo.