Cidades Ilhabela

Ilhabela comemora redução de praias impróprias no início da temporada de verão

De acordo com a Cetesb – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, a qualidade da água das praias do arquipélago do litoral norte paulista melhorou 84% em relação ao ano passado. Atualmente, apenas três das 19 praias aparecem como impróprias, enquanto no mês de dezembro de 2018 a medição apontou todas com problemas.

Ações e investimentos da prefeitura de Ilhabela em 2019, como avanços no esgotamento sanitário e fiscalização, estão entre as principais responsáveis por um dos melhores momentos para a orla marítima da cidade nos últimos três anos.

Foram dez bandeiras vermelhas em 57 medições, contra 32 bandeiras vermelhas em 57 medições no mesmo período do ano passado.

“Sabemos que enfrentamos problemas de saneamento e ocupações irregulares que vêm de muitos anos e que refletem na qualidade da água, mas a gestão da prefeita Gracinha (Maria da Graças Ferreira) encara esse desafio de frente e os resultados começam a aparecer”, afirma a secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Bianca Colepicolo.

Prefeita Gracinha e secretária de Turismo, Bianca Colepicolo. contentes com redução de praias impróprias na Ilha

A secretária se refere ao projeto de lei que atualiza o Plano Municipal de Saneamento de Ilhabela, que foi aprovado pela Câmara Municipal. Segundo o projeto de lei, o excesso de arrecadação dos royalties do petróleo será destinado ao saneamento, além dos mais de R$ 250 milhões já previstos, chegando a um investimento de pouco mais de R$ 450 milhões. A Sabesp é responsável pelos serviços de água e esgoto na cidade, com um contrato firmado desde 1973, e pelo PL a administração fica autorizada a renovar o a parceria.

O projeto de lei institui o SaneIlha para fazer a gestão do contrato com a empresa que prestará os serviços de saneamento na cidade, cria o Conselho Municipal de Saneamento Básico e o Fundo Municipal de Saneamento Ambiental e de Infraestrutura (FMSAI). Também define as metas e investimentos necessários à universalização dos serviços de saneamento básico do município. O projeto de atualização do Plano Municipal de Saneamento de Ilhabela foi elaborado pelo instituto Mackenzie mediante consultas à população em inúmeras audiências e reuniões públicas, realizadas com a participação da sociedade civil organizada.

A prefeitura também conta com outros projetos em andamento para colaborar com novas soluções para antigos problemas. Entre as iniciativas estão a construção de dois reservatórios de água nas regiões central e sul, que visam regularizar o abastecimento de água da cidade. Com a conclusão dessas obras, Ilhabela terá seu armazenamento triplicado para 13,87 milhões de litros de água. Outras iniciativas são a construção de duas estações de tratamento de esgoto; seis estações elevatórias e mais 25 quilômetros de rede coletora na região sul.

As praias em boas condições para banho são Armação, Pinto, Siriúba, Barreiros Norte, Saco da Capela, Perequê, Julião, Curral, Sino, Barreiros Sul, Engenho D’Água, Itaguaçu, Ilha das Cabras, Feiticeira, Grande e Veloso. As que ainda estão com bandeira vermelha são Viana, Portinho e Itaquanduba.