Cidades Ilhabela

Ilhabela terá campanha sobre Profilaxia Pós-Exposição(PEP) no carnaval

 PEP – Profilaxia Pós-Exposição é uma campanha de prevenção ainda pouco conhecida pela população

A Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Saúde de Ilhabela fará, a partir desta sexta-feira (21), uma campanha de prevenção ainda pouco conhecida pela população, a divulgação sobre a PEP – Profilaxia Pós-Exposição.

A PEP se insere no âmbito da prevenção contra o HIV, que consiste na prescrição de medicamentos antirretrovirais em até 72 horas após o possível contato com o paciente com o vírus. O tratamento dura 28 dias e o atendimento é considerado de emergência pelo Ministério da Saúde, como prevê o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Profilaxia Antirretroviral Pós-Exposição de Risco à Infecção pelo HIV. “Estamos utilizando o mote ‘Camisinha na folia: saiu, rompeu ou não foi usada, use a PEP’, para intensificar a divulgação desse meio de prevenção”, destaca o secretário de Saúde, Gustavo Barboni.

É importante lembrar que a PEP não previne outras IST e nem a gravidez não planejada. “A camisinha continua sendo a melhor forma de prevenção, mas nem todos usam e acidentes acontecem. Percebemos que algumas novas infecções poderiam ter sido evitadas caso a pessoa tivesse conhecimento sobre a PEP. Nossa campanha pretende atingir toda a população sexualmente ativa, entre moradores e turistas”, ressalta a psicóloga, Ana Ferri.

Camisinha não rolou, saiu ou rompeu, procure um serviço de saúde em até 72 horas para tomar a PEP – Profilaxia Pós Exposição.

Atualmente existem várias estratégias de prevenção às infecções sexualmente transmissíveis-IST/HIV/Aids/HV- hepatites virais. Estas devem ser usadas de forma combinada, dependendo do perfil, das necessidades e limitações de cada pessoa. Confira os métodos disponíveis e combine da melhor forma para você!

– Profilaxia Pós Exposição – PEP. É o uso dos medicamentos utilizados no tratamento do HIV/AIDS para pessoas que possam ter entrado em contato com o vírus. Se a pessoa teve uma possível exposição ao vírus do HIV (por sexo consensual desprotegido, violência sexual ou acidente com material biológico), deve buscar uma Unidade de Saúde o mais rápido possível para iniciar a PEP e assim evitar a infecção pelo HIV.

O ideal é que o tratamento seja iniciado logo nas primeiras duas horas após a possível exposição ao vírus e, no máximo, em 72 horas (3 dias). A eficácia da PEP diminui à medida que as horas passam e após o período de 72 horas, a PEP não está mais indicada. O tempo total da PEP é de 28 dias.

A pessoa exposta deve procurar sua Unidade de Saúde de referência , o Centro de Especialidades na Vila (onde funciona atualmente o Serviço de Atenção Especializada e Centro de Testagem e Aconselhamento em IST/HIV/Aids/HV – SAE/CTA), ou o Hospital Mário Covas (que funciona 24 horas).

Atenção! A oferta da PEP não exclui a importância do uso do preservativo. A PEP não protege de outras IST/Hepatites Virais e nem de gravidez não planejada. O uso da camisinha continua sendo uma opção de prevenção às IST/HIV/Aids/HV bastante segura e recomendada e que pode ser combinada com outras estratégias.

– Uso da camisinha externa (conhecida como masculina) e interna (conhecida como feminina). São distribuídas gratuitamente no SUS e podem ser retiradas em qualquer unidade de saúde do município.

– Gel lubrificante. Seu uso é recomendado em conjunto com o preservativo, diminuindo o atrito e a possibilidade de provocar micro lesões das mucosas genitais e anais, que funcionam como porta de entrada para o HIV e outras IST. O lubrificante deve ser à base de água para não danificar o preservativo. Assim como a camisinha, o gel é distribuído gratuitamente pelo SUS.

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: