Cidades São Sebastião

Surfistas sebastianenses disputam etapa final do Rip Curl Grom Search 2020, no Rio de Janeiro

Surfista sebastianense Caio Costa

Dois jovens surfistas de São Sebastião, Murillo Coura e Caio Costa, disputam a partir deste sábado a etapa final do Rip Curl Grom Search 2020,  na Praia da Barra, no Rio de Janeiro.

Murilo Coura

Nos dois últimos anos o sebastianense Murillo Coura foi o vice-campeão do ranking, antes, em sua estreia em 2017 foi o terceiro, mas agora está confiante, determinado e preparado para chegar ao inédito título no Rip Curl Grom Search 2020. O surfista de 12 anos chega com líder da categoria iniciante (sub14) e animado por ter vencido nessa mesmo cenário da final no ano passado.

Em grande fase, ele é o atual campeão paulista sub12 e na abertura do Rip Curl Grom Search, em Garopaba, há menos de um mês, foi o vencedor, superando outros nomes de ponta da faixa etária. “Estou muito feliz com a minha vitória em Garopaba. Não foi fácil, mas deu certo. Estou confiante e focado para a Barra. Treinei bastante. Gosto muito das ondas de lá e tomara que se repita a vitória agora”, diz Murillo.

Surfista Murillo Coura

“Sei que esse Circuito representa bastante na minha carreira, porque o Gabriel (Medina) e o Filipinho (Toledo) já ganharam. Para um atleta da minha idade, conquistar este título é muito bom e faz toda a diferença no futuro. Quero muito essa conquista e vou para cima”, reforça o atleta, que já planeja seu futuro, começando justamente pelo Rip Curl Grom Search. “Quero ganhar agora e depois a sub16 e ir para a final internacional e seguir o que os brasileiros vem fazendo, até chegar ao grande título mundial, que o Gabriel, o Mineiro (Adriano de Souza) e o Italo (Ferreira) já comemoraram”, argumenta.

Nascido em São José dos Campos, interior de SP, Murillo começou no skate, mas ainda pequeno decidiu pelo surf e a família ‘abraçou’ o sonho mudando para o litoral, primeiro Ubatuba e depois Maresias, em São Sebastião, mesma praia que Medina mora. O surfista já mostra grande potencial e no Rip Curl Grom Search sempre chegou bem. Em 2017 terminou em terceiro na grommet.

No ano seguinte foi vice, com vitória do companheiro de treino, Guilherme Fernandes. Já na edição passada, repetiu o segundo lugar na sub12, com o título ficando com o paranaense Lukas Camargo. Também foi o quarto colocado na iniciante, disputa acima e que está hoje.

Na etapa inicial deste ano foi o vencedor, com o paranaense Ryan Coelho, com quem treina, sendo o segundo, o catarinense Takeshi Oyama o terceiro e o também paulista Kauã Campos, o quarto. Ryan, inclusive, foi um dos destaques da etapa de Garopaba, sendo o único a fazer duas finais, com o quarto lugar na mirim e chega como o grande rival na etapa final.

No ano passado ele garantiu uma virada emocionante na Praia da Barra, no Rio de Janeiro, para comemorar o título mirim, o terceiro no Circuito, e a vaga para a final internacional do evento, que será disputada este ano em Bells Beach, Austrália, no final de março. Agora, o sebastianense Caio Costa volta ao mesmo cenário carioca apostando em uma nova reviravolta para sagrar-se bicampeão sub16 no Rip Curl Grom Search 2020.

Caio Costa

Caio Costa, surfista de Maresias, em São Sebastião, mesma praia do bicampeão mundial Gabriel Medina chega em condições mais favoráveis para a disputa do título. Foi o segundo colocado na etapa inicial, em Garopaba, e tem como rival direto o baiano radicado em SC, Kayki Araújo.

No ano passado, Caio foi o quinto na abertura do Circuito e assegurou o título ao ser o segundo na Barra. O novo título garante o campeão como representante brasileiro na final internacional do evento, em algum lugar do Mundo, no próximo ano.

“Estou empolgado para competir e mostrar o meu surf novamente. Estou confiante e vou dar o melhor a cada bateria”, afirma o surfista. “O Kayki é um bom surfista e espero que seja um show de surf novamente”, reforça Caio, lembrando a final na Praia da Ferrugem, quando os dois se alteraram na ponta.

“O Rip Curl Grom Search é um campeonato de alto nível, que já revelou grandes nomes no Brasil e no Mundo. É um orgulho ter os títulos em todas as categorias e disputar o bicampeonato na mirim, com atletas de alto nível de várias partes do Brasil, é um orgulho”, afirma o atleta, que junto com o título e a vaga tem uma disputa importante, um patrocinador principal para seguir firme nos campeonatos. “Está um pouco difícil, porém nunca foi fácil, então seguimos no foco”, comenta.

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: