Cidades Ilhabela

Prefeitura de Ilhabela intensifica a campanha “Não dê esmolas, dê dignidade”

Segundo a Prefeitura da Ilha, a melhor forma de ajudar é acionando as equipes de abordagem da Casa de Passagem

A Prefeitura de Ilhabela, realizou em 2019 inúmeros atendimentos a pessoas em situação de rua com a campanha “Não dê esmolas, dê dignidade”, com o intuito de conscientizar a população para o combate a mendicância e a valorização da dignidade humana.

Neste início e alta temporada, a migração para cidades litorâneas aumenta. A secretária de Desenvolvimento e Inclusão Social, lança a campanha “NÃO DÊ ESMOLAS, DÊ DIGNIDADE”, voltada exclusivamente a
encaminhamentos desta população ao Serviço de Abordagem Social e Casa de Passagem.

A campanha visa orientar os moradores e instituições do município para que não deem dinheiro ou comida. Mas, sim, acionem os profissionais da Casa de Passagem, que enviarão equipes de abordagem e tomarão providências.
Caso identificada a presença de pessoas nessa situação deve-se acionar a Casa de Passagem, pelos fones: (12) 3896-5492 ou (12) 9 9643-9432 – (12) 9 9685-4106, onde profissionais capacitados tomaram as devidas
providências com o devido respeito e dignidade.

De acordo com o diagnóstico feito pela Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social, muitas pessoas chegam à cidade em busca de emprego e de melhores condições de vida para sua família, sendo que muitos não
conseguem e acabam, sem rumo nas ruas da cidade. Outras, sofrem com o alcoolismo, a dependência química, algum problema emocional ou mental, cujo meio de vida é a peregrinação de cidade em cidade.

“Os principais motivos para que a população não dar esmolas, são que a prática mantém as pessoas mais tempo na rua. Alimenta os vícios em sua maioria drogas lícitas e ilícitas. Dificultando o desenvolvimento social
e estimulando a mendicância e desvaloriza a moral do indivíduo”, explica a prefeita Maria das Graças Ferreira, a Gracinha.

A melhor forma de ajudar é acionando as equipes de abordagem da Casa de Passagem, o serviço conta com equipes, que percorrem a cidade, diariamente, 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados.
Os profissionais realizam a abordagens e na maioria das vezes conduzem essas pessoas a Casa de Passagem. No local, é disponibilizado a escuta, banho, refeições, roupas, acolhimento provisório e auxílio para que
retornem às suas cidades. Documentos pessoais também são renovados ou providenciados conforme cada necessidade.

Os acolhidos, moradores de Ilhabela, são encaminhadas as suas famílias, sendo oferecido tratamento
de saúde junto ao CAPS AD. Em caso de situações de violência, como brigas ou atos de vandalismo, a
Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social, orienta acionar a Polícia Militar imediatamente através do telefone 190.

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: