Cidades São Sebastião

Usuários reclamam de falta de higiene e aglomeração no transporte coletivo em São Sebastião

Foto: Ricardo dos Santos Braz

Devido à pandemia de COVID-19, a concessionária responsável pelo serviço de transporte coletivo Ecobus está operando com 70% da frota e usuários reclamam de superlotação em alguns horários e linhas. Também há queixas sobre a limpeza dos veículos.

O morador Izael Pereira, utiliza diariamente o transporte coletivo para ir ao trabalho. Segundo Pereira, que utiliza as linhas Topolândia e Canto do Mar, o uso da máscara no interior dos veículos tem sido respeitado, mas o distanciamento entre os usuários nem sempre. “Quando o ônibus não passa no horário, os pontos vão acumulando passageiros e quando passa um veículo no horário atrasado fica impossível não lotar”, afirma.

O morador de Boraceia Ricardo Dos Santos Braz em seu perfil em uma rede social, publicou imagens e fez um desabafo sobre a linha Boraceia x Cidade, um dos trajetos mais longos do município, questionando a necessidade de higienização dos ônibus.  “Gostaria de conhecer os protocolos de utilização dos transportes públicos na pandemia. Pois os atuais só a COVID-19 está agradecendo neste ambiente propício para a proliferação e contaminação mais rápida dos munícipes de São Sebastião”, questiona.

Ecobus

A concessionária alega que, com a reabertura do comércio na cidade, a tendência é o aumento de passageiros. Porém, a Ecobus afirma que está acompanhando junto com o setor de planejamento toda estratégia operacional para atender a população com o aumento de carros nas linhas, mas que esse processo requer estudos e análises no âmbito operacional. Sobre a higiene dos veículos, a empresa afirma que todos os dias os veículos são lavados e higienizados pela equipe de limpeza.

*Texto: Renata Takahashi / Tamoios News