Cidades Ilhabela

Vídeo/Fotos: Projeto Baleia à Vista faz exposição em Portugal com fotos de baleias avistadas em Ilhabela

Uma exposição fotográfica do Projeto Baleia à Vista será inaugurada, na tarde desta sexta(15), na cidade de Ovar, em Portugal.

A cidade de Ovar, com cerca de 56 mil habitantes, está situada no distrito de Aveiro, e que está integrada na região central de turismo de Portugal, fazendo parte da Costa de Prata Portuguesa.

E banhada pelo Oceano Atlântico nos 15 km de sua costa. Essa cidade tem uma natureza singular, de grande valor ecológico, com belas praias, extensos areais e pinhais, que faz dela um lugar com aptidão para o desenvolvimento de atividades ligadas ao turismo, esporte e lazer.

Ovar é uma cidade jovem e dinâmica que se encontra numa fase de transformação econômica e social. É conhecida a nível nacional pelo seu Carnaval. Tem sido muito procurada por brasileiros, em especial, cariocas e, também, por turistas chineses.

Abertura

A abertura da exposição foi um sucesso. O hall da biblioteca Municipal de Ovar ficou cheia de pessoas interessadas em ver as fotos do Projeto Baleia à Vista, sobre as baleias em Ilhabela.

Júlio Cardoso e Arlaine Francisco na abertura da exposição em Ovar

Exposição

A exposição mostra fotos feitas por Júlio Cardoso e Arlaine Francisco, do Projeto Baleia à Vista, da avistagem e registro de baleias na costa de Ilhabela. As fotos ficarão expostas no hall da biblioteca de Municipal de Ova, de hoje até o dia 4 de janeiro de 2020. Um grupo de amigos de amigos de Cardoso, formado por Zé Maia, seus dos filhos Rui e Ricardo Almeida, Alfredo Ferreira, Rafael Muge e o grupo carnavalesco Garimpeiros de Ovar  fez a reprodução de uma baleia Jubarte que ornamenta a exposição em Ovar.

 

A biblioteca fez uma apresentação sobre Exposição de fotografia explicando a atuação de Julio Cardoso e Arlaine Francisco, do Projeto Baleia à Vista. Confira:

Júlio Cardoso e Arlaine Francisco há muitos anos registram e documentam a passagem de baleias e golfinhos pela costa de Ilhabela

Julio Cardoso é brasileiro, de família ovarense por parte de mãe, e navega há mais de 30 anos pela costa brasileira, especialmente na região de Ilhabela e São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, Brasil. Desde há muito, observava e admirava-se com a incrível diversidade da fauna marinha que vive naquela região do Atlântico Sul, tantas eram as baleias, os golfinhos e as aves marinhas avistadas. Apaixonado pelo mar e pela fotografia, a partir de 2004 juntou as duas paixões e começou a fazer registros fotográficos de forma organizada desta fauna fantástica, com o objetivo de a pesquisar e divulgar sua existência, que muitos desconheciam. Em 2016, conheceu Arlaine Francisco, fotógrafa e bióloga. Juntos fundaram o Projeto Baleia à Vista, no âmbito do “Ciência-Cidadã” (Brasil) que se dedica a pesquisar os cetáceos através da observação embarcada e da recolha de fotos que ajudem a entender o seu comportamento e a identificá-los individualmente. O resultado deste trabalho, além de ter gerado publicações científicas e a expansão do conhecimento sobre estas espécies, constitui um importante banco de fotos que são usadas como instrumento de pesquisas acadêmicas e de educação da população local sobre a sua presença e a importância da sua preservação. Nesta exposição podemos ver uma seleção de imagens contando, cada uma delas, uma história que nos fala do seu comportamento e da emoção que o encontro com estes gigantes dóceis e pacíficos no mar sempre nos provoca. Apesar de todos estes anos e das várias centenas de vezes que nos deparámos com baleias e golfinhos, a forte emoção de cada novo encontro ocorre como se fosse a primeira vez! O coração começa a bater mais forte quando avistamos um «borrifo» e os batimentos ficam fortíssimos quando vislumbramos uma baleia saltando. Por isso, nesta exposição, procuramos compartilhar um pouco da emoção que decorre da aproximação a estes seres fantásticos, almejando que esta experiência inspire todos a contribuir para a preservação dos oceanos e da sua fauna.

Vídeo de Júlio Cardoso mostra o espaço da exposição na biblioteca municipal de Ovar:

error: Alerta: Conteúdo protegido!