Cidades Ilhabela

Vídeo mostra imagens do resgate pelos Bombeiros de dois pescadores em Ilha de Búzios

Foto: Divulgação

Os bombeiros divulgaram no final da tarde desta terça-feira(10), as imagens do resgate de dois pescadores na Ilha de Búzios. Os pescadores naufragaram por volta das 9 horas da manhã de segunda-feira(9) e passaram cerca de 30 horas  na manhã na espera de socorro, dois foram salvos e um acabou morrendo.

Veja as imagens do resgate:

 

Paulo Geraldo Sperge, de 69 anos, de Ribeirão Preto, que morreu durante um naufrágio no domingo(8) em Ilha dos Búzios, será sepultado na manhã de quarta-feira(11), no Cemitério Bom Pastor, em Ribeirão Preto. Paulo era casado e tinha duas filhas.

 

Paulo era o dono da lancha Amarula que afundou às 9 horas da manhã de domingo nas proximidades da Ilha de Búzios, em Ilhabela.

 

Saíram para pescar com Paulo, os amigos Paulo Estevão Sandoval, de 68 anos, de Olímpia(S) e Valdemir Pedro Deroide, de 63 anos, da capital paulista.

 

Os três haviam deixado a Marina Porto do Rio, no Porto Novo, em Caraguatatuba, às 6 horas da manhã de domingo. O acidente ocorreu por volta das 9 horas.

 

Devido aos ventos e ondas a lancha afundou. Os três ficaram a deriva no mar durante cerca de 30 horas até serem resgatados pelos Bombeiros e Capitania dos Portos.

 

Paulo que estava agarrado a uma boia, não resistiu e teria morrido por volta das 1 hora da manhã de segunda-feira, segundo um dos sobreviventes.

 

O resgate ocorreu por volta das 15 horas de segunda-feira(9). Paulo Estevão e Valdemir foram encaminhados ao pronto socorro de São Sebastião. O corpo de Paulo foi removido ao IML de São Sebastião.

 

A Marinha, através da Capitania dos Portos de São Sebastião, abriu inquérito para apurar as causas do acidente.

 

A família alega que a marina não teria dado o apoio necessário nas buscas. A mulher de Paulo, dona Aurea, teria tentado contato com a marina desde as 16h30 do domingo, através do celular do estabelecimento, sem resultado.

 

A família informou que tem um aplicativo com o GPS da embarcação, que sinalizava a lancha parada justamente no local onde teria ocorrido o naufrágio.

 

Paulo e os dois amigos pretendiam retornar da pescaria nesse horário, 16h30. Não conseguimos contato com o responsável pela marina. Ligamos para o estabelecimento quatro vezes entre segunda(9) e terça(10) sem sucesso.