Caraguatatuba Cidades

Vigilância Epidemiológica Estadual avalia situação da dengue no Litoral Norte

Caraguatatuba receberá na próxima sexta-feira (17/01) a reunião coordenada pelo Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE) do Estado de São Paulo para discutir a atual situação e levantar estratégias para o controle da dengue na região.

O encontro será fechado a representantes convidados das Vigilâncias Epidemiológicas das cidades do Litoral Norte.

Caraguatatuba registra sete casos positivos de dengue nos primeiros dias de 2020. Para reforçar ainda mais as ações de combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, nesta quinta-feira (16/01), haverá bloqueio mecânico nos bairros Jaraguazinho e Rio do Ouro.

Durante este bloqueio, equipes formadas por agentes de controle de zoonoses e agentes comunitários de Saúde passarão de casa em casa para eliminar criadouros junto aos moradores.

O coordenador de controle da dengue do CCZ, Ricardo Fernandes, alerta para que as pessoas recebam os agentes de controle e reforcem a eliminação de criadouros em suas residências.

“Estes agentes estão capacitados para orientar sobre a eliminação correta destes criadouros. Por isso, eles são verdadeiros anjos neste combate. Então, receba-os com atenção; pois é importante que todos façam a sua parte”, destacou.

Paralelo a isso, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) também realiza, em todo o município, a primeira Avaliação de Densidade Larvária (ADL) do município de 2020. A ação é de extrema importância para que as áreas com maior foco de criadouros sejam detectadas, trabalhadas durante todo o ano e para que o nível de infestação seja conhecido.

Na última ADL de 2019, Caraguatatuba foi detectada com ADL no valor de 1.8, o que já indicava que a cidade estava em estado de alerta.

Nestas ações da ADL, já foram visitados cerca de 400 imóveis no bairro Perequê-Mirim e Travessão somente na primeira semana de janeiro (de 1 a 7 de janeiro).

Dentro do mesmo período, foram visitados 380 imóveis para bloqueio mecânico, com foco na eliminação de focos de criadouros do mosquito.

Todo este trabalho tem como objetivo fiscalizar, inspecionar e autuar responsáveis por criadouros.

Até o momento, todas as marinas do município já foram vistoriadas pela equipe da Vigilância Sanitária. Segundo informações da Secretaria de Saúde, no momento, a equipe passa pelas colônias de férias.

Além de todas estas ações, a Prefeitura de Caraguatatuba conta com um drone para registrar imagens aéreas que facilitam a localização de imóveis com criadouro. Diariamente, o equipamento tem sido usado na rotina de trabalho da equipe de fiscalização do CCZ.

As inspeções foram intensificadas pela Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Saúde, com o Projeto “Minha Família Sem Dengue”, devido a um alerta de risco de surto de dengue para 2020, emitido pela Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo.

Segundo a Secretaria de Saúde, a preocupação com a doença é ainda maior no verão. Nessa época, as chuvas são mais constantes e há elevação das temperaturas, o que facilita a propagação dos criadouros.

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: