Condições das praias Litoral Norte

Instituto Argonauta e Aquário lançam 2º Boletim do lixo nas Praias

Confira o impacto do lixo nas praias do litoral Norte registrado no período de 1º a 31 de dezembro de 2018 e publicado pela equipe do Instituto Argonauta, em parceria com o Aquário de Ubatuba.

Esta 2ª edição do Boletim Informativo do Lixo nas praias do litoral Norte contém informações coletadas no período de 1º a 31 de dezembro de 2018, com amostras de lixo recolhidas diariamente durante a operação do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS).

Com base em levantamento realizado em 132 praias ao longo de 140 quilômetros entre Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião e Ilhabela, 52 praias foram classificadas como “ausentes” e 74 praias com “traços”. Nesse período, nenhuma praia foi apontada como “caótico” e seis praias foram enquadradas como “inaceitável”, todas essas praias localizadas em Caraguatatuba.


As informações completas do estudo estão disponíveis no site do Instituto Argonauta.
Acesse a íntegra do boletim pelo link:
https://institutoargonauta.org/2014/wp-content/uploads/2019/01/Boletim-Litoral-Norte-2-2-4.pdf

No período de avaliação, foram retirados 942,7 kg de lixo das praias. Em Ubatuba, um total de 330,8 kg, Caraguatatuba 256,5 kg, São Sebastião 302,5 kg e Ilhabela 153,9 kg. Os valores de peso são referentes a uma amostragem do local diária, sendo possível visualizar picos do aumento destes resíduos principalmente aos finais de semana em todos os municípios.

O objetivo desse boletim é sensibilizar turistas, moradores e autoridades da região do litoral Norte Paulista quanto aos impactos causados pela presença do lixo no ambiente marinho, afirma o presidente do Instituto Argonauta, o oceanógrafo Hugo Gallo.

Segundo Hugo Gallo, de 2.600 animais encontrados mortos e necropsiados pela equipe do Instituto Argonauta no âmbito do PMP-BS (de agosto de 2015 a agosto de 2018), 48% apresentaram alguma interação com o lixo marinho”.

O monitoramento, resgate e reabilitação de animais marinhos são algumas das atividades realizadas pelo Instituto Argonauta dentro do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), que é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.

Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos mortos.

 

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: