CPI Ilhabela

Tenório depõe na Comissão Processante e alega que evento “Paço do Samba” foi feito pela Secretaria de Turismo

Comissão Processante conclui oitivas com todos os envolvidos. Tenório foi o último a ser  ouvido nesta segunda(15). Relatório final deve sair na semana que vem

Por Salim Burihan

A comissão processante formada para apurar possíveis irregularidades cometidas pelo prefeito Márcio Tenório, na realização do evento “Paço do Samba”, ouviu na tarde desta segunda(15), o prefeito, a última testemunha do caso.

A comissão foi instaurada no dia 19 de fevereiro para apurar possível infração político administrativa cometida pelo prefeito Márcio Tenório(MDB), na contração de uma empresa para realização de show “Paço no Samba”, programado para janeiro, mas que não ocorreu, apesar da prefeitura ter repassado dinheiro para a empresa.

Tenório compareceu à Câmara, às 15 horas, desta segunda(15) e depôs por cerca de vinte minutos aos membros da comissão. Segundo informações, o prefeito não deixou de responder a nenhuma das perguntas formuladas pelos membros da comissão.

O prefeito teria dito que a contratação de eventos seguem os trâmites normais da prefeitura, mas que o “Paço do Samba” foi realizado pela Secretaria de Turismo.

Tenório teria afirmado ainda que “as vezes” não tinha conhecimento sobre contratações feitas pela secretaria.

O presidente da comissão processante, vereador Anísio Oliveira(DEM), explicou que, foram ouvidas todas as testemunhas do caso, nove pessoas e que dará cinco dias para que o prefeito possa complementar a sua defesa.

Presidente da Comissão Processante, vereador Anísio Oliveira, informou que relatório final deve ficar pronto na semana que vem

O relatório tem até 90 dias para ser entregue, ou seja, até dia 18 de maio, para ser votado em uma sessão extraordinária, que não poderá ser realizada juntamente com a ordinária, às terças-feiras. Na próxima semana, o presidente Anísio Oliveira, o relator, Valdir Veríssimo e o membro, Thiago Souza devem se reunir para a emissão do relatório.

“Depois de concluído o relatório, será colocado em votação pelos vereadores”, explicou Anísio. Segundo ele, a data da sessão ainda não foi marcada.

Anísio explicou ainda que Tenório poderá apresentar defesa oral por duas horas no dia da votação do relatório ou se fazer representar por um procurador ou advogado.

” Se for decidido pela cassação, Tenório deverá sair do cargo imediatamente”, finalizou Anísio.

 

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: