Esportes São Sebastião

Volta a nado em Alcatrazes teve participação de 30 atletas

Foi disputada no sábado(6), a segunda volta a nado em Alcatrazes, arquipélago que fica na costa sul de São Sebastião. Participaram da volta a nado 30 atletas convidados pelos organizadores, que contaram com o apoio de três embarcações e 20 apoiadores.

Foram aproximadamente 7 quilômetros nadando pelas encostas da ilha principal e passando por pontos que foram nomeados em homenagem aos pioneiros da primeira edição em 2017.

Segundo Ricardo Augusto, que organizou o evento, a saída foi próximo a “Garganta do Harry Finger”, uma passagem estreita, com muita vida marinha onde as correntes jogam o nadador se um lado para o outro passando próximo as cracas e rochedos, esta é a parte mais perigosa da travessia, onde é necessário ter experiência e bom preparo físico.

“Após esta passagem os atletas foram em direção ao “paredão do Igor de Souza”, esta área também requer atenção, pois é um trecho onde o mar é revolto e bate com toda força nos paredões fazendo um barulho assustador e deixando a água sempre muito revolta, assim com na primeira edição, os atletas tiveram que se esforçar para escapar dos tapas que as ondas davam, a homenagem foi feita exatamente por que é notório que Igor de Souza é um treinador durão que não da moleza para seus atletas”, contou.

Segundo Ricardo, a Passagem pela “Ponta do Jacques Abram” foi um alivio, foi a transição das águas revoltas com a águas mais calmas, neste pondo os atletas já haviam separados, alguns mas velozes e outros mais contemplativos, neste ponto pode se avistar grandes cardumes de peixes e tartarugas.

“Um dos pontos mais belos da volta a Alcatrazes foi quando chegamos ao “ponta do Gilberto Bucholtz, aqui pudemos ver o sol passando pelas nuvens e formando raios que entravam na agua mostrando ate o fundo, acredito que neste ponto a visibilidade chegou a mais de 50m alem de ver o o pico mais alto do Arquipélago o “Morro da Dona Marta Izo”, com milhares de Albatrozes sobrevoando e encantando a todos”, relatou o organizador.

“O evento teve uma logística bem complicada mas no final, tudo deu certo e foi um sucesso, o clima, a cor da água e o astral dos convidados, tudo estava perfeito, quero agradecer aos meus amigos atletas que vieram nadar comigo mais uma vez, por me ajudar a realizar mais este dia fantástico mostrando que é possível fazer turismo sustentável, educar e desfrutar de locais como este. A ideia é esta, trazes as pessoas para locais especiais e mostrar a importância de mantermos preservados, não ha uma pessoa que não venha para Alcatrazes e não seja impactado, o lugar é sagrado e tem que ser tratado como tal.”, finalizou Ricardo.

 

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: