Estradas Litoral Norte

Rio-Santos terá meia pista na madrugada no Km 116 em São Sebastião. Caminhões que usam o porto reduzem cargas

A Rodovia Rio-Santos , no Km 116, na serra da Praia das Cigarras, terá meia pista nas madrugadas de sexta, sábado e domingo, devido as obras de remanejamento de uma adutora da Sabesp.

O tráfego de cargas pesadas no Km 116 foi proibido temporariamente pelo DER. Caminhões de carga pesada que operam no porto estão reduzindo o volume de cargas para não prejudicar a movimentação dos navios programados no porto(leia abaixo).

O trecho sofreu erosão durante as últimas chuvas e parte do acostamento deslizou. A erosão colocou em risco a adutora que abastece a costa norte e o centro de São Sebastião.

Trecho da adutora da Sabesp”solto” na encosta será substituído

A Sabesp decidiu trocar a adutora e o serviço já foi iniciado. Durante o dia o trecho terá operação Pare&Siga, devido as obras.

A partir da 1 hora da madrugada, de sexta(15), sábado(16) e domingo(17) o tráfego de veículos será feito apenas em meia pista.

É que durante a madrugada, os operários da Sabesp irão intensificar o trabalho para que a substituição da adutora seja feito o mais rápido possível.

A informação foi dada na tarde desta quinta(14), pelo prefeito Felipe Augusto, através das redes sociais.

Felipe Augusto esteve reunido no local com representantes da Casa Civil do Estado, do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), Defesa Civil e Sabesp.

O prefeito afirmou que não ocorrerá a interdição total do trecho em função das obras da Sabesp. “Todas as equipes da Prefeitura e do Governo do Estado estão empenhadas em fazer os reparos, em um espaço curto de tempo, para liberar o mais rápido as duas pistas da rodovia”, finalizou.

Sabesp

Durante a execução dos trabalhos, será necessário interromper parcialmente a passagem de veículos no trecho de serra para o assentamento das tubulações.
Conforme explica o superintendente da Sabesp no Litoral Norte, Eng. José Bosco Fernandes de Castro, a operação será realizada em duas etapas, sendo esta primeira somente para assentamento das tubulações. “Escolhemos executar a operação durante a madrugada, reduzindo assim o impacto com relação à mobilidade”, destacou.

Vale ressaltar que nesse momento não haverá qualquer interrupção no abastecimento de água, pois a interligação das redes ocorrerá num próximo momento. No entanto, a Sabesp pede à população o uso racional da água nesse período. Casos de emergência devem ser comunicados à Central de Atendimento pelo telefone 0800 055 195.

Porto

O DER(Departamento de Estrada de Rodagem) suspendeu temporariamente o tráfego de cargas pesadas pelo Km 116.

Está sendo permitida apenas a passagem de caminhões com até 23 toneladas de cargas. O tráfego de cargas pesadas acima de 23 toneladas permanecerá proibido até a conclusão das obras da Sabesp.

Segundo o diretor da Codesp(Companhia Docas do Estado de São Paulo) em São Sebastião, Vitor Costa, as empresas que utilizam o porto estão fazendo o transporte de produtos em caminhões menores dentro do limite definido pelo DER.

Vitor Costa explicou que não tem como as carretas trafegarem pela Mogi/Bertioga e Rio-Santos para movimentarem suas cargas no porto.

Segundo ele, a Rio-Santos, no trecho da Serra de Boiçucanga é muito perigosa, inclusive é proibido trafegar caminhões com as dimensões que operam no Porto de São Sebastião.

“Precisamos de alternativas para escoar as mercadorias do Porto, caso contrário a situação no Porto ficará muito difícil, pois está sitiado. Isso poderá causar o desvio dos navios programados para São Sebastião para outros portos”, comentou.

Vitor Costa afirmou ainda que as empresas vão respeitar as medidas adotadas pelo DER, reduzindo o volume de carga dos caminhões até a finalização das obras, que devem durar três dias.

Com o fim das obras os caminhões voltarão a trafegar com carga regular pelo trecho do km 116. Enquanto o DER não fizer os reparos no trecho, os caminhões com destino ao porto, trafegarão pelo acostamento da Rio-Santos, no sentido Caraguá a São Sebastião.

Vitor Costa estará nesta sexta (15) com o secretário de Logística e Transportes do Estado, João Octaviano Machado Neto para explicar a situação e buscar alternativas para que o porto não seja prejudicado quando ocorrerem interdições na Tamoios e na Rio-Santos, no trecho entre Caraguá e São Sebastião.

2 Comentários

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.