Executivo Ilhabela

Prefeita Gracinha completa 100 dias de governo

A prefeita de Ilhabela, Maria das Graças Ferreira dos Santos Souza, a Gracinha (PSD), concederá uma entrevista coletiva, às 11 horas, desta quarta(21), no Paço Municipal, para falar de seus primeiros 100 dias de governo.

Gracinha, vice-prefeita eleita de Ilhabela, assumiu a prefeitura no dia 14 de maio, em substituição ao prefeito Márcio Tenório(MDB), foi afastado do cargo por tempo indeterminado pela justiça, por suposto envolvimento em licitação fraudulenta e superfaturada, que beneficiou a empresa Negreiros.

O desvio de cerca de R$ 9 milhões dos cofres públicos de Ilhabela está sendo investigado pela Polícia Federal na Operação Prelúdio II.afastado do cargo após a Operação Prelúdio II, realizada ela polícia federal na ilha.

Logo em seguida, Tenório, também, foi cassado pela Câmara por irregularidades administrativas cometidas na realização do evento “Paço do samba”. A prefeitura teria contratado os shows, pago antecipadamente, cerca de R$ 650 mil reais, mas eles não aconteceram. O prefeito tentou na justiça retornar ao cargo sem sucesso.

Oficialmente, a prefeita foi empossada pela Câmara de Vereadores na noite do dia 21 de maio. Gracinha é a segunda mulher a assumir o cargo de prefeita em Ilhabela. A primeira mulher eleita em Ilhabela foi Nilce Signorini, em 1997, atualmente no cargo de secretária de Desenvolvimento e Inclusão Social.

Os primeiros dias da nova prefeita não foram nada fáceis devido as fortes chuvas que castigaram a ilha, chegando a interditar a SP-131, principal via de ligação entre o norte e o sul da cidade.  Gracinha, praticamente, não parou em seu gabinete, para percorrer os locais atingidos pelas chuvas.

Aos poucos, a nova prefeita foi impondo seu estilo de governo. Cancelou licitações desnecessárias e fez as primeiras mudanças em seu governo, anunciadas no dia 1º de junho.

Gracinha substituiu cinco secretários, da Educação, da Saúde, do Turismo,  de Serviços Urbanos e da Advocacia, mas manteve oito nomes, que integravam a equipe do ex-prefeito Márcio Tenório, cassado pela Câmara dos Vereadores.

Com cinco novos nomes, o secretariado ilhéu ficou da seguinte maneira: Professor Beto, secretário municipal de Cultura; Alberto Orro, secretário municipal de Saúde; Bianca Colepicolo, secretária municipal de Desenvolvimento Econômico e do Turismo; Edna de Paula Roma Teixeira, secretária municipal de Educação; Edvaldo Anizio da Silva, secretário municipal de Administração; José Messias dos Santos, secretário municipal de Serviços Urbanos; José Roberto de Jesus, o Beto de Mazinho, secretário municipal de Esporte e Lazer; Luiz Antônio dos Santos, o Luiz Lobo, secretário municipal de Planejamento e Gestão Estratégica; Maria Salete Magalhães, secretária municipal de Meio Ambiente; Nilce Signorini, secretária municipal de Desenvolvimento e Inclusão Social; Regina Gaducci, advogada geral do Município; Rogério de Lucca Moraes, secretário municipal de Planejamento Urbano, Obras e Habitação e Tiago Corrêa, secretário municipal de Gestão Financeira.

Gracinha passou a melhorar o relacionamento com a Câmara de Vereadores, estreitando mais seus contatos com os vereadores. Tem sido comum em suas reuniões a presença de vários deles, principalmente, Marquinhos Guti, presidente do legislativo local.

A prefeita ainda enfrenta problemas sérios na cidade, entre eles, a ocupação desordenada e falta de saneamento básico. Na entrevista coletiva desta quarta(21), Gracinha deverá abordar sobre esses e outros assuntos e definir suas ações para o restante de seu governo. Recursos não faltam para viabilizar as ações prioritárias da ilha. Ilhabela tem um dos maiores orçamentos do país, para uma cidade de apenas 35 mil habitantes: R$ 1 bilhão de reais.

Gracinha

Formada em Gestão Pública, Gracinha, tem 58 anos, é casada, mãe de três filhas e avó de oito netos. Foi vereadora e presidente da Câmara. E, ocupava o  cargo de vice-prefeita desde janeiro de 2017.

 

Baiana, natural de Uruçuca, na Bahia, de 58 anos de idade, 44 deles vividos em Ilhabela, assume oficialmente o cargo de prefeita de Ilhabela, cidade com um orçamento de R$ 1 bilhão, o maior da região.

Gracinha é uma pessoa simples, casada, com três filhos, com curso superior, que sempre foi ligada as causas comunitárias. Atou na Pastoral da Criança e atuou em sociedades amigos de bairro.

Esse trabalho fez com que Gracinha entrasse na vida política de Ilhabela. Foi vereadora em três ocasiões, em 1996, 2000 e 2012, quando ocupou a presidência da Câmara local.

Em 2016, saiu candidata a vice de Márcio Tenório. Foram eleitos. Gracinha continuou com seu trabalho na administração prestando atendimento à comunidade e sempre recebendo à todos com muita simpatia.

%d blogueiros gostam disto: