Caraguatatuba Exposição

Obras do artista plástico caiçara Arnaldo Passos serão expostas no Serramar Shopping

O artista plástico Arnaldo Passos expõe seu acervo ‘Passos, Paisagens e Personagens de Caraguatatuba – Fase II’, no Serramar Shopping, a partir do dia 15. A exposição é gratuita e pode ser visitada de segunda a domingo, das 10h às 22h. 

Vale a pena conhecer o trabalho desse caiçara. Seus traços e suas obras retratam a memória e a história da cidade. É uma volta ao passado, quando Caraguá, era uma cidade pacata, que tinha como atrativos, a Prainha, a Lanchonete Estrela, a sorveteria Silvio, o clube XV e suas figuras folclóricas como a “miss Goiaba”, “Chico Pulinho”, “toninho Saruba”, “Mantovani”, entre outros, bem definidos  nos traços de Arnaldo.

São mais de 20 caricaturas de personagens históricos da cidade retratados pelo artista que conta que realiza cada trabalho em apenas uma noite. Sua técnica é como xilogravura, onde grava a imagem e depois faz a pintura.

A ‘fase I’ da exposição ‘Passos, Paisagens e Personagens’ está em exibição no saguão do Polo da Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba até o dia 30 de abril e faz parte das comemorações do 21º aniversário do Arquivo Municipal ‘Arino Sant’Ana de Barros’. Ela pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Arnaldo

As obras foram produzidas pelo pintor de paredes, Arnaldo Passo, de 60 anos, um dos melhores da cidade neste tipo de serviço.

Arnaldo é caiçara, filho de João Passos, família das mais tradicionais do bairro Estrela Dalva, em Caraguá.

Ele sempre viveu do trabalho de pintor de paredes, mas há cinco meses, decidiu pintar, principalmente, paisagens e personagens de sua cidade.

Arnaldo usa material reciclável, apanha nas obras e nas ruas, restos de eucatex ou mdf, trabalha a madeira para fazer suas pinturas.

Usa as tintas que sobram das casas e paredes que pinta. E, em menos de cinco meses, ganha espaço num dos principais espaços culturais para expor sua arte.

Ele tentou fazer um curso de pintura na fundação cultural, mas não conseguiu vaga. Isso, no entanto, não lhe desanimou.

“Fui aprimorando aos poucos, lendo aqui, aprendendo ali e foram surgindo os quadros”, contou Arnaldo, que ainda sonha em fazer um curso para aprimorar ainda mais a sua arte.

Seus traços tem características próprias e chamam a atenção. Uma das coisas que ele mais gosta de retratar são os personagens da cidade, gente que marcou a sua adolescência e de muita gente.

Toda cidade pequena tem seus personagens caricatos e populares. Pois bem, Arnaldo procura retratar todos eles, numa espécie de “álbum de figurinhas caiçara”.

É claro que tem quadros de ex-políticos tradicionais, de gente ligada ao esporte, a educação, a cultura e ao comércio, mas são as figuras folclóricas das décadas de 60 e 70 que mais chamam a atenção.

O “Rin tin tin, um cara muito querido que vendia queijadinha em frente a padaria Capri; “Chico Pulinho”, um homem que morava no asilo; “Miss Goiaba”, superconhecida na cidade, uma mulher que vendia verduras pelas ruas do centro.

Arnaldo quer retratar ainda outras pessoas marcantes na vida dos caraguatatubense como Carolino Carona, comerciante e um dos melhores jogadores de futebol da cidade; seu Francisco Louzada, que participava das congadas; Marino Garrido, um comerciante, entre outros.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: