Fiscalização Ilhabela

Secretário de Cultura depõe na Câmara sobre superfaturamento em show de humor

A Câmara Municipal de Ilhabela deverá ouvir, nesta terça(23), a partir das 18 horas, dois secretários municipais da cidade.

Foram convocados os secretários de Cultura, Adalberto Henrique da Silva Lopes, o professor Beto e de Educação, profª Ana Paula dos Santos Silva.

O professor Beto, secretário de Cultura, foi convocado para explicar sobre o processo de contratação e realização do evento Ilhabela Comedy, que segundo os humoristas contratados, teria havido superfaturamento nos contratos.

O dono da empresa de São Sebastião, que organizou o evento, Luiz Felipe Holanda de Matos,  também terá que depor

A convocação solicita ainda que o secretário esteja acompanhado com o dono da empresa L.F.H.M Comunicação Eirelli, Luiz Felipe Holanda de Matos, de São Sebastião.

Matos realiza o evento há três anos na cidade. Nos dois primeiros anos, 2017 e 2018, quando a secretaria era ocupada por Nuno Gallo, Matos recebeu R$ 168 mil e R$ 200 mil, respectivamente, para realizar os Ilhabela Comedy.

Em 2019, Matos recebeu R$ 254 mil, mas a planilha de cachês pagos aos humoristas foi questionada por vários deles. O humorista Maloka recebeu R$ 1.700,00, mas na planilha da prefeitura constava que ele teria recebido R$ 12 mil.

O presidente da Câmara de Ilhabela, Marquinhos Guti, pediu a cópia integral de cada processo administrativo que culminou na contratação de 21 comediantes.

Guti questionou  a fragmentação de 21 processos administrativos para o pagamento destinado a uma empresa contratada e se há manifestação da Procuradoria Municipal e do Controle Interno sobre a questão. O presidente ainda solicitou que os pagamentos para a empresa L.F.H.M Comunicação Eirelli sejam suspensos até que toda a situação seja avaliada.

Com relação ao Ilhabela Comedy, após decisão da câmara de convocar o secretário professor Beto e a empresa responsável pelo evento, o prefeito Márcio Tenório decidiu suspender o pagamento à empresa L.F.H.M, de São Sebastião e abrir uma sindicância para apurar o caso.

Educação

 A secretária municipal de Educação, profª Ana Paula dos Santos Silva, segundo informou a câmara, vinha se negando a prestar esclarecimentos aos vereadores, mas desta vez, foi convocada para depor.

Ela será ouvida pela Comissão de Educação, que é presidida pelo vereador Gabriel Rocha (SD), tendo como vice-presidente o vereador Anísio Oliveira (DEM) e o vereador Luiz Paladino (PSB), como membro.

A secretária deverá dar esclarecimentos sobre as condições estruturais das escolas públicas de modo geral, em específico a reforma da escola Anna Leite e a instalação dos ar-condicionados.

Deixe um Comentário

O Tamoios News isenta-se completamente de qualquer responsabilidade sobre os comentários publicados. Os comentários são de inteira responsabilidade do usuário (leitor) que o publica.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: