GBmar Verão

Banhistas devem frequentar praias que contam com guarda-vidas, recomenda GBmar

As prefeituras e o GBmar reforçaram a presença de guarda-vidas nas praias da região. Os bombeiros recomendam aos banhista que frequentem praias guarnecidas por guarda-vidas. No verão passado, mais de 1.000 banhistas foram salvos pelos bombeiros, mas dez deles morreram

Por Salim Burihan

A temporada de verão está prestes a começar. Cerca de 3 milhões de turistas devem circular pelas quatro cidades da região entre o final de dezembro e fevereiro de 2020.

Tradicionalmente, neste período do ano, as praias ficam lotadas e os riscos de acidentes com banhistas são grandes. A presença de guarda-vidas é importante para orientação e segurança dos banhistas.

A cada ano aumenta o número de guarda-vidas nas praias mais frequentadas, numa parceria entre o Estado, através do GBmar(Grupamento de Bombeiros Marítimos) e as prefeituras da região.

No ano de 2018 foram registrados 1.205 salvamentos nas praias da região e 12 óbitos, sendo sete deles em praias de Ubatuba.

No verão passado foram salvas 1.048 pessoas nas praias do Litoral Norte, mas dez banhistas morreram, seis deles em praias de Ubatuba.

A Operação Praia Segura realizada pelo GBmar começou em 1º de Dezembro de 2019 e se estenderá até 31 de Março de 2020.

As praias contam com reforço de guarda-vidas. Em São Sebastião são mais 17 cedidos pelas prefeituras e estado; em Caraguá, 40; em Ubatuba, 100; e, em Ilhabela, oito. que terão Guarda-Vidas

Orientações aos banhistas

Segundo o GBmar o mar oferece riscos imperceptíveis aos banhistas, por isso, para um banho seguro, eles devem procurar por praias que sejam protegidas por Guarda-Vidas regularmente, evitando nadar ou entrar em frente às placas indicativas de perigo no mar.

O GBmar orienta o banhista a procurar praias que possuam guarda-vidas e quando ao chegar nestas praias devem sempre tomar o cuidado de procurá-los para que possam ser orientados quanto ao lugar mais seguro para o banho, porque cada praia possui características especificas e condições que variam de tempos em tempos.

Os pais devem adotar cuidados especiais com seus filhos a beira mar. Frequentado praias mais calmas, o uso de protetores e equipamentos de segurança(boias). Os pais devem procurar identificar seus filhos e nunca perde-los de vista. Os bombeiros registram um número muito grande de crianças que se perderam dos pais, principalmente, em feriados prolongados.

É importante os pais procurarem saber as condições da praia, se for de tombo, por exemplo, não é um local ideal para o banho de mar das crianças. Os pais também devem procurar saber sobre a balneabilidade da praia, se estiver classificada como imprópria, o banho das crianças deve ser evitado, pois a presença de esgoto na água pode causar risco de doenças.

As praias classificadas como impróprias pela Cetesb são sinalizadas com bandeiras da cor Vermelha. A classificação feita pela Cetesb é semanal e as condições de balneabilidade das praias podem ser confirmadas no site da empresa. A Cetesb avalia apenas as condições da água do mar em cada uma das praias monitoradas.

O GBmar recomenda aos banhistas e pescadores que evitem as costeiras por causa dos riscos de acidentes. Os banhistas e pescadores devem evitar estes locais, pois podem escorregar ou serem derrubados pelas ondas, que neste caso, o resgate se tornará mais difícil de ser realizado pelas equipes do Corpo de Bombeiros.

Os bombeiros orientam também qual é o procedimento correto em caso de afogamento, ou seja, como as pessoas ou familiares devem proceder quando perceberem que um parente ou uma pessoa está se afogando.

Segundo o GBmar, durante o dia o correto é procurar o Guarda-Vidas mais próximo e passar as orientações ao profissional que está guarnecendo a praia naquele local, facilitando o trabalho dos Bombeiros para um atendimento imediato. Em caso de não haver Guarda-Vidas, ligar 193 relatando os fatos.

error: Alerta: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: