Brasil Gente

Veja o trailer do filme Hebe- A Estrela do Brasil. Apresentadora foi a veranista mais famosa de Caraguá

Hebe Camargo terá um filme sobre sua vida lançado em agosto. O filme vai mostrar uma Hebe que poucos conheciam e tem tudo para cativar o público. Hebe tinha uma ligação muito grande com Caraguá, cidade que frequentava desde a década de 60, onde morava sua irmã Cida. Seu cunhado Rubem Gnecco  chegou a ocupar o cargo de prefeito de Caraguá. Até sua morte em 2012 era considerada a veranista mais famosa de Caraguatatuba. Seu filho Marcelo e seu sobrinho e ex-empresário Cláudio Pessuti continuam frequentando a cidade

Por Salim Burihan

O filme ‘Hebe – A Estrela do Brasil’ teve seu primeiro trailer divulgado nesta sexta (8), data em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher e também a data em que Hebe Camargo faria seu aniversário de 90 anos.

Além de Andréa Beltrão no papel de Hebe Camargo, o filme ainda traz no elenco nomes como Marco Ricca, Danton Mello e Gabriel Braga Nunes, além do roteiro de Carolina Kotscho e direção de Maurício Farias.

Além de Andréa Beltrão no papel de Hebe Camargo, o filme ainda traz no elenco nomes como Marco Ricca, Danton Mello e Gabriel Braga Nunes, além do roteiro de Carolina Kotscho e direção de Maurício Farias.

Hebe

Hebe caminhava pela areia da praia da sua casa de veraneio ao quiosque do Na Manhã, na Tabatinga

A apresentadora Hebe Camargo faleceu no dia 29 de setembro de 2012, aos 83 anos, de parada cardíaca, em sua casa no bairro do Morumbi, em São Paulo.

Diagnosticada com câncer no peritônio em janeiro de 2010, ela lutava contra a doença desde então.

Hebe nasceu em Taubaté, no Vale do Paraíba, em 1929. Seu nome completo: Hebe Maria Monteiro de Camargo Ravagnani. Ela tinha apenas um filhoMarcello Camargo. Hebe Camargo foi um dos ícones da televisão brasileira, onde dedicou 60 anos de sua vida.

Ela começou na TV na década de 40 e participou da primeira transmissão da televisão brasileira, em 1950. Além de mais de 60 anos de trabalho na TV, Hebe também atuou em seis filmes e lançou oito discos como cantora.

Hebe travava uma luta contra o câncer desde 2010, quando foi diagnosticado um tumor no peritônio (membrana que reveste os órgãos digestivos).

Hebe frequentou muito Caraguatatuba. Na década de 60 e 70 passava fins de semana na casa de seu cunhado Rubem Gnecco, que morava na avenida Anchieta, onde hoje existe a Progresso Administradora. Rubem trabalhou durante muitos anos na prefeitura e, chegou até mesmo, a ocupar o cargo de prefeito interinamente.

No início da década de 80, Hebe conheceu a praia da Tabatinga, onde seu filho Marcello Camargo tinha casa de veraneio. Hebe encantou-se com o condomínio Costa Verde Tabatinga e comprou uma casa no local.

Fez muitas amizades no condomínio, entre elas, com Cláudia Moraes (dona da Kopenhagen) e com o empresário Jota Havilla (da empresa de esportes Trafic). Adorava jogar pôquer. Participava das rodadas de pôquer com Havilla, o técnico de futebol, Wanderley Luxemburgo, seu sobrinho e empresário Cláudio Pessuti e outros empresários que possuem casa no condomínio.

Hebe recebeu várias vezes prefeitos e pessoas da cidade em sua casa de veraneio. Muitos deles participaram de seus programas na TV.

A apresentadora adorava passear com sua lancha pela baia da Tabatinga. A lancha, que chamava New Star, ficava atracada entre a Ilha do Tamanduá e o condomínio Costa Verde Tabatinga. Hebe tomava uma caipirinha, beliscava uns aperitivos e “jogava” conversa fora. Ela adorava. Hebe ficava bem a vontade na Tabatinga, confira algumas fotos delas no quiosque da praia:

Hebe tomando uma cervejinha com Na Manhã

A apresentadora chegou a investir em Caraguá, foi dona de uma marina na Tabatinga, administrada pelo Jorginho Apes.

Ela também sempre divulgou a cidade em seus programas de TV. Na década de 60, quando ocorreu a tromba de água em Caraguá (18 de março de 1967), onde perderam a vida mais de 200 moradores, Hebe usou seu programa, na época, na TV Record, para solicitar ajuda para a cidade e as pessoas que ficaram desabrigadas.

Ela mantinha amizade com muita gente simples de Caraguá, entre elas, o popular Na Manha e sua família, que mantém um quiosque na areia da Tabatinga. O apelido “Na Manhã” foi criado e dado por ela. Hebe adorava tomar uma caipirinha no quiosque do Na Manhã.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.